Busca por emprego no exterior: como lidar com as emoções

Busca por emprego no exterior: como lidar com as emoções

Colaborador E-Dublin

2 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Se você já começou ou está começando sua busca por emprego no exterior, provavelmente deve estar sentindo um gelinho na barriga. É normal sentir medo na hora de dar um passo tão gigante como esse.

Mas, calma, para tudo existe uma solução e uma forma de respirar e se acalmar para dar cada passo por vez.

Neste artigo, mostramos um pouco como lidar com frustrações, inseguranças e medo na hora da busca por emprego no exterior.

Vamos lá?

Busca por emprego no exterior: os primeiros passos

shutterstock_541985734

Os desafios na busca por emprego no exterior são muitos. Por isso, é preciso preparação psicológica. Credito: Shutterstock

A busca por emprego no exterior começa, muitas vezes, começa quando o indivíduo muda para outro país ou pensa em mudar, já que isso exige um alto investimento inicial.

Na maioria das vezes, o intercambista utiliza todas as suas reservas para pagar um pacote de intercâmbio, por exemplo, e ainda precisa arcar com despesas para residir no país, viajar e, quem sabe, juntar algum dinheiro para quando retornar ao Brasil.

Já no exterior, o momento de procurar emprego envolve vários fatores externos e internos, que poderão provocar um misto de sentimentos no intercambista. Entre eles, estão:

  • medo de lidar com o incerto;
  • recomeçar a vida profissional em um novo país;
  • insegurança por não dominar o idioma;
  • dúvida se conseguirá encontrar uma vaga em curto espaço de tempo;
  • questionamentos sobre se será bom o suficiente para desenvolver novas competências e habilidades;
  • comparação entre as suas limitações x competição com os nativos;
  • autocobrança por deixar o diploma do Brasil para se candidatar aos chamados “subempregos”;
  • pressão de conseguir emprego x administrar os vários gastos que envolvem a mudança e adaptação no novo país.

Leia também: Empregos na Irlanda para quem fala português fluente

Além de tudo já citado, também é preciso considerar outros fatores que não se podem controlar, como o número de vagas disponíveis, quantidade de candidatos para a mesma posição, nível de exigência do idioma ou conhecimento específico, etc.

Diante desse cenário, é normal sentir uma redução na autoestima, na autoconfiança, um aumento da ansiedade e, até, frustração diante de algumas tentativas sem sucesso.

Não há fórmulas prontas ou atalhos para ter sucesso nessa busca por emprego no exterior. Porém, há algumas competências que poderão ser diferenciais no momento de lidar com os desafios que virão, como: foco, organização, equilíbrio emocional e persistência.

Foco é essencial na busca por emprego no exterior

foco-shutterstock_250841443

Tenha foco e informações para conseguir um maior controle na hora de busca por emprego no exterior. Foto: Shutterstock

Vamos lá.

Que tal algumas dicas para que sua busca por emprego no exterior seja mais tranquila?

Pesquise muito sobre o mercado de trabalho:

Organização: ferramenta ideal para sua busca por emprego

A busca por emprego no exterior é algo que exigirá organização e planejamento. Vejo várias pessoas que imprimem currículos e saem andando pelas ruas de porta em porta, sem foco, e outras que ficam em casa, enviando currículos online sem ao menos ler a descrição da vaga.

Acho pouco provável que algum dos perfis seja bem-sucedido.

Faça um planejamento estratégico:

  • número de horas que você terá para buscar emprego na semana;
  • áreas ou regiões onde gostaria de entregar currículos pessoalmente;
  • pessoas que poderiam ajudar e, quem sabe, até mesmo indicar para uma vaga;
  • melhor horário para se cadastrar em vagas online.

Lembre-se: agir sem foco e organização exigirá muita energia e poderá causar frustração.

Equilíbrio emocional é prioridade na busca por emprego no exterior

Mindset positivo e pratique a resiliência. Foto: Shutterstock

Mindset positivo e a prática da resiliência são ferramentas importantes para seu sucesso. Foto: Shutterstock

Manter um mindset positivo e praticar a resiliência para lidar com possíveis “nãos” será um grande diferencial.

A trama das emoções envolve 5 principais sentimentos:

  • tristeza
  • raiva
  • amor
  • medo
  • alegria

O excesso ou escassez de qualquer um deles poderá drenar o seu equilíbrio. Mantenha-se otimista, confiante e disposto a aprender com essa experiência. Lembre que morar no exterior é uma excelente oportunidade de se abrir para o novo e encarar novas experiências.

Peça ajuda e não se deixe contaminar pelas opiniões negativas. Seja ousado e grato pelo privilégio de estar morando no exterior e realizando seu sonho.

Persistência: insista nela

shutterstock_321313280

Persistência é a palavra de ordem na hora de buscar emprego no exterior. Foto: Shutterstock

Quando você pensar em desistir, lembre-se de por que começou toda essa sua mudança de vida. Muitas vezes, não é fácil administrar todos os desafios que aparecem.

Falo isso porque passei pela experiência de trocar uma carreira executiva e comecei a procurar trabalhos como “aupair”, “cleaner” e levei muitos “nãos” até conseguir a minha primeira oportunidade.

Leia também: 5 habilidades que você vai ganhar trabalhando durante o intercâmbio

Se você pesquisar ao seu redor, perceberá muitas pessoas que já estão há mais tempo no país e verá que elas também passaram por essa experiência e, talvez, viveram os mesmos sentimentos. Evite comparar a sua jornada com a do outro.

Foque em quem já conseguiu os resultados que você busca e inspire-se. Mantenha seu foco na ação. Com certeza, não importa se há crise, poucas vagas ou se seu inglês não é perfeito, sempre existirá uma vaga disponível e você só precisa conquistar seu lugar. Não desista!

Veja também

Como montar um currículo para a Irlanda

Lilian Sousa ,

Psicóloga e coach, sempre em busca de novos desafios. Há alguns anos, trocou a carreira de executiva no Brasil para realizar o seu sonho de conhecer pessoas, descobrir novos destinos ao redor do mundo e explorar o seu Dom de Ser Livre. Atualmente, atua como empreendedora e ajuda brasileiros expatriados a se autoconhecerem e se transformarem na sua melhor versão. Para conhecer mais sobre o trabalho da Lilian, acesse O Dom de Ser Livre.

Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar