Currículo em inglês: dicas de como estruturar seu documento

Currículo em inglês: dicas de como estruturar seu documento

Wéverton Rodrigues

1 mês atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Saber montar um currículo em inglês é um aspecto imprescindível para potencializar as suas chances de ingressar naquela tão sonhada vaga de emprego. Mas, e aí, está com dificuldade de estruturar o documento de forma adequada e com tudo o que é necessário? Eu vou ajudar você com um passo a passo fácil e objetivo.

Eu sei que conseguir se comunicar sem esforço em outra língua é o sonho de muitas pessoas. Para uma parcela considerável de brasileiros, porém, além de um sonho, é de fato uma necessidade. Isso fica ainda mais evidente quando, estatisticamente, de acordo com o British Council e o Instituto de Pesquisa Data Popular, apenas 5% da população é falante da língua inglesa, dos quais ⅕ é fluente, fato que reduz as oportunidades profissionais.

Mesmo assim, ter um currículo em inglês é importante e não é um bicho de sete cabeças.

Vamos juntos nessa?

Masterclass gratuita Como Conseguir uma Oferta de Emprego em 45 dias, com Edu Giansante: Domingo, 4 de julho, às 17h de Brasília (21h na Irlanda). Inscreva-se para participar. Clique aqui!

Como fazer um currículo em inglês

O recrutador tem seis segundos aproximadamente para avaliar seu CV.© BiancoBlue | Dreamstime.com

Lembre que ter um currículo em inglês é crucial para conseguir um emprego fora do Brasil. Foto: BiancoBlue | Dreamstime.com

Ter um perfil profissional atualizado é muito importante para quem está à procura de emprego. Dessa forma, é necessário entender como fazer corretamente um documento que atenda aos requisitos da língua referenciada, no caso, um currículo em inglês.

Como essa não é uma tarefa tão simples quanto possa parecer, eu resolvi mostrar como estruturar adequadamente seu CV para que, assim, você não caia nos erros crassos que vão reduzir as suas chances dentro do processo de seleção.

Antes de tudo, vamos disponibilizar para você gratuitamente um modelo de currículo em inglês. Clique aqui!

Como montar um currículo para conseguir um trabalho na Irlanda – Dicas do Edu

Especialista no assunto, Edu Giansante, CEO do e-Dublin, ensina como montar ou melhorar seu currículo em inglês e aumentar suas chances de conseguir um trabalho durante o intercâmbio na Irlanda.

Além disso, ele dá dicas sobre a estrutura do currículo no LinkedIn, entre outras informações.

Assista:

 

Résumé ou CV: decidir como chamar o documento

Agora, vamos ao passo a passo sobre como construir um currículo em inglês. A primeira decisão está na forma como vamos nomear o documento. Isso porque é bastante comum que se chame o perfil profissional de currículo e CV (Curriculum Vitæ).

Para a construção de acordo com as especificações do currículo em inglês, você tem duas possibilidades de nome: résumé e CV. Em relação à “résumé”, tem-se a versão francesa da palavra “summary”, que, em tradução literal portuguesa, quer dizer “resumo”.

Mas então, qual a melhor forma de nomear o meu currículo em inglês? Essa pergunta depende fundamentalmente de um único fator: a origem da empresa onde o documento será submetido para a avaliação.

Assim sendo, em países como Estados Unidos e Canadá, o mais comum é denominá-lo como résumé, tendo em vista que CV nesses lugares está diretamente ligado à documentação que detalha o histórico escolar do aluno, incluindo aspectos como notas, instituições, premiações e afins. Para esse caso, diferentemente do currículo em inglês, podemos ter um total de até 10 páginas escritas.

Na Europa, por outro lado, mais especificamente na Inglaterra, o correto é nomear o documento de CV. À parte essas exceções geográficas, é permitido usar tanto CV quanto résumé para empresas no restante do mundo, o que inclui multinacionais no Brasil. Desse modo, é necessário entender qual a melhor abordagem para a candidatura na empresa em questão.

Além disso, há o objetivo do currículo em inglês. No texto que abre o documento, você precisa colocar fundamentalmente os aspectos que resumem o seu perfil.

Tópicos importantes para o resumo profissional no currículo:

  • experiência;
  • educação;
  • conquistas;
  • habilidades;
  • contribuições positivas e de impacto para o desenvolvimento da empresa;
  • razões que fazem de você o candidato ideal para a vaga.

O ideal é sempre focar nas exigências e especificações da empresa para a qual se pretende candidatar e entender as prioridades a serem abordadas.

Formatação: estrutura adequada do currículo em inglês

Na hora de elaborar seu CV coloque frases e palavras-chave.© One Photo | Dreamstime.com

Recomenda-se que um currículo em inglês não passe de uma página. Foto: One Photo | Dreamstime.com

Para construir um currículo de forma adequada, é preciso seguir uma determinada estruturação e, ainda, evitar a burocratização. A falta de experiência é um dos fatores que levam a pessoa a cometer alguns erros determinantes.

Dicas de formatação do currículo em inglês

  • Tamanho – recomenda-se que o seu CV não passe de uma página. Dessa forma, torna-se claro que é preciso ser objetivamente informativo na hora de apresentar determinada seção. Ou seja, em resumo, deve-se dizer o mais importante no menor espaço possível.
  • Fonte – é imprescindível o uso de fontes como Arial, Cambria ou Times New Roman, com preferência para o tamanho 11.
  • Margem – use medidas iguais de 2,5 para todos os lados.
  • Espaçamento de linha e parágrafo – utilize as medidas de 1,15 e 1,5, respectivamente. Por fim, não deixe de utilizar o negrito nos títulos das seções. Em geral, utiliza-se o tamanho 14 na fonte desses tópicos.
  • Formato – priorize salvar o CV em PDF (Portable Document Format), pois, assim, evita-se qualquer tipo de desconfiguração, impedindo que você seja prejudicado por esse mesmo motivo. Além disso, tenha em posse o documento em Word, para caso de ser a preferência da empresa almejada.

Leia também: ‘Currículo europeu’: dicas, informações e passo a passo para montar o seu

Objetivo: o que colocar no currículo em inglês

Outro momento em que sempre nos pegamos em dúvida é no objetivo do nosso perfil profissional. Afinal, o que colocar em um currículo em inglês?

Mas, como você bem deve imaginar, existem algumas informações básicas para a composição do résumé, as quais dizem respeito ao seu perfil pessoal.

Itens básicos para compor o currículo em inglês:

  • número para contato (Phone number);
  • endereço (Address);
  • endereço eletrônico (E-mail);
  • perfil do LinkedIn;
  • Portfolio (em determinados casos).

Colocar o código do Brasil (+55) no número de telefone é uma dica supervaliosa. Além disso, verifique se o seu contato está habilitado para receber ligações internacionais.

Por outro lado, existem informações que não precisam constar no documento, uma vez que não apresentam qualquer peso persuasivo para a avaliação do recrutador, quais sejam: passaporte, foto, estado civil, carteira de motorista, religião, etc.

Experiência Profissional e Educação

O pessoal do Job Club, vai sentar com você, analisar o seu CV, corrigi-lo e reestrutura-lo se necessário.© Tero Vesalainen | Dreamstime.com

Priorize suas experiências profissionais e sua formação no currículo em inglês. Foto: Tero Vesalainen | Dreamstime.com

Experiência Profissional e Educação são duas das seções de um currículo em inglês. Nesse caso, ressalto que, se o seu desenvolvimento acadêmico for mais atraente que suas experiências profissionais, priorize-o. Caso contrário, dê preferência à Experiência e, em seguida, especifique os aspectos concernentes à Educação.

Assim sendo, você deverá resumir as suas qualificações e experiências profissionais de forma fidedigna e sem qualquer tipo de distorção ou prejuízo.

Especificar o perfil acadêmico é muito importante na hora de fazer seu currículo em inglês.

Sempre deixe em destaque:

  • Nome da Instituição de Ensino (University’s name)
  • Nome da graduação (Name of your major)
  • Média Final no Curso (Grade)
  • Data de Conclusão de Curso (Graduation date)
  • Certificação internacional de cursos de línguas
  • Bacharel (B.A. ou B.S.),
  • Mestrado (Msc)
  • Doutorado (PhD)

A falta de experiência profissional, por outro lado, pode ser compensada com habilidades obtidas a partir das experiências realizadas pelo candidato. São elas:

  • Trabalho Freelance (Freelance work)
  • Projetos Pessoais (Personal projects)
  • Estágios (Internships)
  • Afiliações a Grupos ou Organizações (affiliations)
  • Atividades Extracurriculares (Extracurricular activities)
  • Publicações de Livros ou Artigos (Publications)
  • Certificações e Licenças (Certification and Licences)
  • Trabalhos Voluntários (Volunteer work)

Caso você queira colocar realizações que vão diferenciar o seu currículo, tornando-o único perante outros candidatos, utilize o termo “Major accomplishments”.

As “softs skills” (habilidades mais subjetivas relacionadas a comportamento e competência) são bem importantes aqui também. Alguns exemplos são colaboração, flexibilidade, personalidade, comunicação clara, trabalho em equipe e em ambiente dinâmico, etc.

Um ponto bastante importante é dispor as informações de forma decrescente no que se refere ao seu aspecto cronológico. Ou seja, você deve colocar as informações desde a mais recente partindo para a mais antiga.

Outro ponto que merece a devida atenção diz respeito ao formato das datas, tendo em vista que no nosso país é comumente posto no padrão “dia/mês/ano”, já no exterior usa-se o formato “mês/dia/ano”.

Leia também: Como montar um currículo para a Irlanda

Habilidades e Competências

Para entender quais responsabilidades e conquistas colocar no currículo em inglês, você precisa entender as prioridades da vaga para a qual você vai se candidatar.

Assim sendo, entenda as qualificações na descrição feita pela empresa para saber como compor seu documento de forma mais adequada possível.

Experiência profissional no seu currículo em inglês deve constar:

  • Posição (Position)
  • Empresa (Company)
  • Local (Location)
  • Data de Admissão (Date of employment)
  • 3-4 Responsabilidades (3-4 Responsibilities)
  • 1-2 Conquistas (1-2 Achievements)

Em relação às habilidades, estudos apontam que o desenvolvimento de soft skills contribuem significativamente para a aceitação do candidato.

Sendo assim, contam aspectos como Listening, Non-verbal communication, Clarity and cohesion, Trust, Empathy, Open mind, Respect, Feedback, knowledge of, etc. Uma dica importante é dispô-las por meio de bullet points.

Carta de apresentação (cover letter)

A cover letter é um ‘plus’ na hora de montar seu currículo em inglês. Foto: Dreamstime

Por fim, está a Carta de Apresentação (cover letter), na qual você poderá demonstrar suas habilidades e, além disso, domínio da língua inglesa.

Dessa forma, escreva uma página destrinchando, de maneira objetiva, aspectos como educação, experiência, habilidades, ciência sobre as necessidades do cargo pretendido, motivos que expliquem como você corresponderá às necessidades da empresa à altura, etc.

Nesse momento, demonstrar um repertório do vocabulário é importante desde que o seu texto esteja legível sem maiores dificuldades. A intenção aqui é impressionar por meio do conteúdo, não necessariamente da forma. Sendo assim, esse é o documento que, aliado ao seu currículo em inglês, poderá impressionar o avaliador e, assim, contribuir positivamente para a sua admissão na empresa.

Como lapidar meu currículo em inglês

Para se elaborar um bom currículo em inglês, é necessário seguir uma série de pré-requisitos. Assim sendo, informações e qualificações são essenciais para que seu documento seja considerado adequado na hora da avaliação de aspiração à vaga. Clareza e organização, por sua vez, são dois parâmetros primordiais na hora de redigir o currículo.

Escrever, claro, é outro aspecto fundamental na construção do documento, tendo em vista que traduções literais podem invalidar sua candidatura. Portanto, evite Google Translate! O Linguee, por exemplo, é uma ótima alternativa de uso para isso.

O vocabulário é, ainda nesse sentido, algo que exige bastante sua atenção, especialmente pela existência de termos técnicos em cada departamento, cargo e/ou profissão.

Bilinguismo e Mercado de trabalho

Vocabulário é essencial para mostrar suas habilidades na língua em seu currículo em inglês. Foto: Dreamstime

Dominar uma segunda língua é, comprovadamente, um dos pilares que ajudam um profissional a se posicionar no mercado de trabalho. Sendo assim, é correto afirmar que uma pessoa bilíngue tem vantagens na hora de se candidatar a determinadas vagas de emprego.

A pretensão de muitos brasileiros é desenvolver uma carreira em algum país do exterior. Por outro lado, o objetivo de tantos outros é poder trabalhar em uma multinacional em seu próprio país. Independentemente da escolha, construir um currículo em inglês é vital para o processo de candidatura.

Entre as principais vantagens de adquirir uma segunda língua está um fator determinante: novas oportunidades profissionais, que é certamente o mais conhecido no senso comum, porém não o único. Confira algumas outras:

  • mais capacidade para resolução de problemas;
  • aprimoramento no desempenho múltiplo de atividades;
  • maior flexibilidade ao pluralismo cultural e, consequentemente, mais respeito às diferenças entre os povos.

Sendo assim, fica bastante evidente que incluir a aquisição de uma língua no processo de alfabetização é essencial para o desenvolvimento no idioma e, consequentemente, na capacitação conjunta ao idioma nativo para uma futura especialização profissional.

Como consequência, o profissional, munido de um currículo em inglês, poderá se lançar a novos horizontes em sua carreira e, desse modo, alcançar oportunidades que provavelmente não teria somente com sua língua materna.

Portanto, pode-se dizer que o bilinguismo envolve uma cadeia de benefícios que se estende para além das áreas referentes ao desenvolvimento pessoal e, ainda, profissional do cidadão.

Agora que você já sabe como iniciar a montagem do seu currículo em inglês, continue a leitura aqui no e-Dublin e descubra muito mais sobre mercado de trabalho, carreira internacional e outras dicas e informações.

Quer fazer intercâmbio na Irlanda? Clique aqui e peça seus orçamentos agora para os parceiros do E-Dublin e comece a comparar as opções!

 

 

Foto de capa: João Ferrão / Unsplash

Veja também

Como montar um currículo para a Irlanda

Wéverton Rodrigues,

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar