Caminhoneiros fazem protesto contra aumento de combustível na Irlanda

Caminhoneiros fazem protesto contra aumento de combustível na Irlanda

Rubinho Vitti

2 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Uma imensa fileira de caminhões de grande porte percorre áreas centrais da capital em protesto ao aumento de combustível. A cena soa muito familiar para brasileiros, mas aconteceu na manhã desta quarta-feira, 24 de novembro, em Dublin, na Irlanda.

O congestionamento de caminhões, que causou lentidão no trânsito da cidade, aconteceu por volta de 11 da manhã, após motoristas de 80 veículos participarem do protesto.

O edublinpublicou que o combustível, junto com a energia e outros gastos, gerou a maior inflação na Irlanda, em outubro, dos últimos 14 anos, com um aumento de 5,1% em 12 meses.

Os custos no setor de transporte tiveram aumento de 15,4%: gasolina (21,6%) e diesel (25,3%).

O grupo de caminhoneiros da Irlanda, o Irish Truckers Haulage Association Against Fuel Prices, quer que o governo abaixe o custo de combustível depois do recorde inflacionário.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by DiscoverDublin (@discoverdublin)

Além de caminhoneiros, motoristas de tratores, vans, ônibus e outros tipos de veículos comerciais, foram até Leinster House (parlamento irlandês) para protestar.

O preço da gasolina hoje está em 172.6 centavos de euro por litro, enquanto o diesel custa 163.3 centavos de euro por litro. São os maiores valores desde 1991, quando começou a análise de preços de combustível no país.

Resposta do governo irlandês

 

View this post on Instagram

 

A post shared by DiscoverDublin (@discoverdublin)

O partido Fine Gael, principal partido da coalizão do governo irlandês, disse que o protesto foi “mal orientado e sem sentido”.

“Se os organizadores quiserem levar sua mensagem ao governo, seu comboio deve se reunir na Merrion Square, fora dos prédios do governo, e não nas principais rodovias, causando confusão para as pessoas que tentam trabalhar”, disse o Councillor David McManus, conselheiro municipal, uma espécie de vereador de Dublin.

Já o primeiro-ministro irlandês, Micheál Martin, afirmou que as regras da União Europeia impedem que a República da Irlanda corte a taxa de IVA sobre os combustíveis para zero, o que impossibilitaria o governo de baixar os custos.

A taxa de IVA no combustível da Irlanda é de 13,5 por cento, uma das mais baixas da União Europeia, e não pode ser menor que 12% por conta da regulação do bloco.

Oposição cobra do governo

A resposta veio depois que a líder da oposição no congresso irlandês, Mary Lou McDonald, do partido Sinn Féin, simpatizou com o protesto e sugeriu três meses de corte do imposto, além de criticar a taxa em cima do carbono, que foi aumentada no Budget 2022.

Martin, no entanto, rebateu as críticas dizendo que o aumento na taxa do carbono não será reduzida pois é a coisa certa a se fazer pelo planeta.

Segundo o primeiro-ministro, mesmo que a União Europeia aprovasse três meses de taxa zero para combustíveis, o imposto iria voltar com uma taxa bem maior, de 23%.

 

Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar