Espanha pode ser 1º país europeu a dar licença a mulheres em período menstrual

Espanha pode ser 1º país europeu a dar licença a mulheres em período menstrual

Rubinho Vitti

2 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Uma nova lei do Ministério da Igualdade da Espanha poderá dar licença de três dias a mulheres que sentem cólica menstrual aguda.

A ministra da Igualdade, Irene Montero, deve levar a proposta, que faz parte de uma nova lei sobre o aborto, ao Conselho de Ministros na terça-feira, 17 de maio para aprovação em primeira leitura.

Segundo o texto, as mulheres deverão demonstrar, por meio de atestado médico, que sofrem de cólicas dolorosas que as incapacitam de atuar em suas funções. A licença máxima de três dias pode ser prorrogada se justificada por laudo médico.

No mundo, países como Japão, Taiwan, Indonésia, Coreia do Sul e Zâmbia já possuem leis parecidas.

Lei do aborto na Espanha

O Ministério da Igualdade reformou a atual Lei do Aborto na Espanha. Além da licença menstrual, a nova lei permitirá que menores de 16 anos interrompam a gravidez sem autorização dos pais e sem período de reflexão.

De acordo com a ABC Espanha, a lei também deve endossar métodos contraceptivos gratuitos.

Ainda não há data para que a lei seja aprovada e comece a valer no país.

 

Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar