Intercâmbio na Itália: vistos, tipos de cursos e melhores cidades

Intercâmbio na Itália: vistos, tipos de cursos e melhores cidades

Ana Carolina Brunelli

4 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Quando alguém fala sobre a Itália, logo vem à mente a gastronomia, a história e aquelas paisagens bucólicas incríveis que aparecem nos filmes, não é mesmo? No entanto, já parou para pensar na possibilidade de fazer um intercâmbio na Itália e de descobrir essas e muitas outras surpresas que o país tem a oferecer?

Nem todos sabem, mas a Itália é um destino com excelentes oportunidades de ensino para estudantes das mais diferentes nacionalidades, tanto para aqueles que desejam aperfeiçoar o idioma italiano quanto para quem sonha em fazer uma graduação ou pós-graduação no país.

Então, se você tem um grande interesse pelo assunto, continue a leitura de hoje e descubra várias das possibilidades de fazer um intercâmbio na Itália, entendendo como funciona a parte burocrática, os tipos de programa de intercâmbio, as principais cidades para morar e muito mais.

Leia também: Intercâmbio: como fazer, quanto custa e quais são os principais destinos

Visto para fazer intercâmbio na Itália

Para fazer intercâmbio na Itália por mais de três meses é preciso de visto. Foto: Dan Novac on Unsplash

Começando por uma das principais dúvidas: brasileiros precisam de visto para fazer intercâmbio na Itália?

Se o desejo é realizar um intercâmbio na Itália durante um período superior a três meses, será necessário dar entrada em um visto.

Até três meses, brasileiros não precisam de visto para permanecer legalmente no país.

O Ministério de Relações Exteriores da Itália (MAECI) disponibiliza para os estrangeiros o site Il visto per l’Italia, onde é possível conferir quando é necessário tirar o visto para estudar ou morar no país.

Vale lembrar que brasileiros com cidadania italiana não precisam de visto. Saiba como iniciar o processo para tirar a cidadania italiana neste artigo.

Visto de estudante para intercâmbio na Itália

Se a ideia inicial é fazer um intercâmbio na Itália por mais de três meses, é preciso se organizar, verificar toda a documentação necessária e ir atrás do consulado italiano mais próximo de você para realizar a solicitação.

No Brasil, os consulados italianos estão localizados em sete cidades: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

O agendamento para o visto é feito online pelo aplicativo PRENOTA ON-LINE. Para isso, você vai precisar de:

  • Formulário de inscrição preenchido — Domanda di Visto Nazionale (D);
  • uma fotografia recente do tamanho da do passaporte;
  • comprovante de acomodação na Itália;
  • prova de que tem meios financeiros suficientes de, no mínimo, € 448,52 para cada mês em que estudará na Itália;
  • matrícula ou pré-matrícula em um curso na Itália.

O custo para a aplicação do visto de estudante italiano é de € 50 e deve ser pago em reais.

O site do consulado também tem um formulário que deve ser preenchido para informar os dados da sua acomodação na Itália, o Dichiarazione Garanzia e/o Allogio.

Calma que a parte burocrática ainda não terminou! Mesmo com o visto em mãos, após desembarcar no país, você deverá fazer o Permesso di soggiorno, antes mesmo de iniciar o seu intercâmbio na Itália.

Seguro Viagem: Europa
AC 35 EUROPA AC 35 EUROPA Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 26/dia*
AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 59/dia*
Affinity 30 EUROPA COVID-19 QUARENTENA Affinity 30 EUROPA COVID-19 QUARENTENA Assistência médica EUR 30.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 64/dia*

Permesso di soggiorno: documento para morar na Itália

O Permesso di soggiorno é um documento que dá o direito à moradia na Itália, além de oferecer ao estudante a possibilidade de trabalhar legalmente em jornada de meio período, ou seja, até 25 horas por semana.

Se esse for o seu caso, você deverá requerer o Permesso di soggiorno per motivi di studi.

Para realizar o requerimento é bem simples, é só ir até um correio, retirar o chamado “kit giallo” (kit amarelo), preencher o formulário de requerimento e anexar a ele alguns documentos:

  • Passaporte;
  • cópia do passaporte e da página que contém o carimbo de entrada no país e do visto;
  • recibo de pagamento do requerimento do Permesso di Soggiorno Elettronico;
  • cópia do comprovante de matrícula no curso desejado;
  • 4 fotos no formato 3,5×4,5 cm;
  • comprovante de endereço.

Depois, é só entregar os documentos no guichê do correio e você receberá um papel com a data de entrevista na Questura da Polizia di Stato (espécie de Delegacia da Polícia Civil). Na Questura, o oficial responsável registrará a sua impressão digital e completará o processo de requerimento.

O Permesso demora, em média, três meses para chegar, mas não se preocupe. Durante esse período de espera, o passaporte e o comprovante de requerimento obtido na Questura valem como documento temporário para permanecer legalmente na Itália.

Passando toda a tensão da parte burocrática, é hora de descobrir as possibilidades de programas de intercâmbio na Itália.

Intercâmbio Teens

Intercâmbio na Itália para menores de 18 anos é bem popular no país. Foto: Simon Maage on Unsplash

Você não precisa esperar a maioridade para realizar um intercâmbio na Itália. Isso mesmo! Atualmente, existe o programa de intercâmbio “Teens”, exclusivo para pessoas menores de 18 anos.

Um dos programas mais conhecidos é o Intercultura, uma ONG que faz a ponte entre Brasil e Itália e que permite que jovens estudantes realizem um semestre ou, até mesmo, um ano escolar em uma escola italiana.

Além disso, existe a opção de ir para o país como estudante livre e fazer um curso de língua e cultura italianas em uma escola de idioma, por exemplo.

Graduação

Que a Itália é conhecida por suas renomadas universidades, isso é fato. Por essa razão, um intercâmbio na Itália com foco em realizar uma graduação e pós-graduação vem sendo cada vez mais procurado pelos brasileiros.

O melhor jeito de fazer esse tipo de programa de intercâmbio é estar matriculado em uma instituição de ensino superior brasileira que tenha parceria com as instituições italianas. Assim, é tudo mais fácil e parte da burocracia fica sob responsabilidade de ambas as universidades.

Nesse caso, você só precisa ficar de olho nos prazos para se inscrever, nos documentos necessários e na hora certa de solicitar o visto.

Cursos profissionalizantes

Outra maneira de realizar um intercâmbio na Itália é optando por um curso profissionalizante. Isso vale tanto para os conhecimentos que você já domina um pouco quanto para áreas em que deseje aprender e descobrir novas habilidades.

As áreas mais comuns de cursos profissionalizantes no país são: Gastronomia, Sommelier e Confeitaria.

A UNISG — Università degli studi di Scienze Gastronomiche di Pollenzo, situada na região do Piemonte, é uma universidade particular, reconhecida pelo Ministério da Educação italiano, que oferece vários cursos na área gastronômica.

O Ministero degli Affari Esteri (Ministério de Relações Exteriores da Itália) também oferece bolsas de estudo para quem quer se matricular em um curso de língua italiana. Nesse caso, as bolsas custam, em média, 700€ e são trimestrais, destinadas aos alunos que queiram cursar o nível avançado (C1 ou C2).

Cidades para fazer intercâmbio na Itália

Roma está entre as cidades mais procuradas pelos brasileiros para fazer intercâmbio na Itália. Foto: Caleb Miller on Unsplash

Chegou a hora de conhecer as melhores cidades para fazer um intercâmbio na Itália. O difícil vai ser escolher entre elas.

Abaixo, você confere uma lista com 4 cidades incríveis e que são consideradas ótimas opções para quem deseja viver essa experiência.

É claro que a escolha vai sempre depender dos objetivos de cada pessoa, do estilo de vida, do quanto está disposto a gastar e próximo de quais lugares deseja morar.

Veja algumas das mais interessantes cidades italianas

Roma

É claro que a capital do país está na lista de melhores cidades para fazer um intercâmbio na Itália, né? Roma, com os seus mais de quatro milhões de habitantes, atrai estudantes em busca de melhorar o idioma italiano, encontrar boas oportunidades de emprego e aproveitar as horas vagas para passear pelos inúmeros pontos turísticos da cidade.

Mas vale lembrar que a capital é para quem curte viver em cidade grande, com agito dia e noite e ao redor de muita arte, cultura, monumentos históricos e, claro, ótima gastronomia.

Milão

Milão é outra cidade muito procurada por brasileiros para intercâmbio na Itália. Créditos: Pixabay.

Milão, com cerca de 2 milhões de habitantes, é conhecida como a capital do design e da moda e exala arte por todos os lados.

Além disso, lá estão concentradas algumas das melhores universidades italianas e, por esse motivo, a cidade é ideal para quem deseja cursar uma graduação ou pós-graduação, por exemplo.

Sem contar que Milão, assim como a capital, também está cheia de oportunidades de trabalho para estrangeiros em diversos setores.

Pisa

Mais que cidade turística, Pisa pode ser destino de um intercâmbio na Itália. Foto: Heidi Kaden on Unsplash

Com pouco mais de 400 mil habitantes, Pisa é uma das cidades italianas mais visitadas pelos turistas. O motivo, claro, é a torre inclinada que se tornou uma das principais atrações do país. No entanto, Pisa vai muito além da torre, viu?

A cidade é pequena, mas oferece uma excelente qualidade de vida e conta com ótimas universidades, sendo um excelente destino na região da Toscana para realizar um intercâmbio na Itália.

Siena

Siena fica literalmente no coração da Toscana e é uma ótima cidade para fazer um intercâmbio na Itália se você prefere tranquilidade em vez de agito. Não que a cidade deixe a desejar nesse aspecto, mas não se compara à  animação das ruas e bares de Roma, por exemplo.

Siena tem cerca de 260 mil habitantes e é bem pertinho de Florença, mais um destino italiano que encanta a maior parte dos turistas. Além disso, a cidade abriga uma das universidades mais tradicionais e importantes da Itália: a Università degli Studi di Siena, fundada no ano de 1240.

E sim, Siena recebe muitos estudantes todos os anos.

Próximo passo para o seu intercâmbio na Itália

Agora você só precisa de três coisas: decidir quando deseja realizar um intercâmbio na Itália, escolher a cidade para viver essa experiência e começar a organizar toda documentação necessária para que essa viagem de fato aconteça.

Solicite o Orçamento Fácil aqui no edublin e conte com as nossas agências parcerias para ajudar com todo o planejamento de um intercâmbio na Itália.

Veja também

Guia completo sobre acomodação na Irlanda

Ana Carolina Brunelli, Formada em jornalismo pela UNIMEP. Criadora de conteúdo para redes sociais, com experiência em Diversidade & Inclusão. Esteve na Irlanda duas vezes e, desde a primeira vez no país, soube que Dublin era o seu lugar no mundo. Ama inspirar e incentivar as pessoas a viverem a incrível experiência de conhecer a Ilha Esmeralda.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar