Senado da Irlanda reconhece Guerra na Ucrânia como genocídio

Senado da Irlanda reconhece Guerra na Ucrânia como genocídio

Rubinho Vitti

4 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O Senado irlandês aprovou por unanimidade uma moção de suporte à Ucrânia, que condena a Rússia por crime de guerra, considerando a invasão ao país como genocídio.

A moção afirma que “a invasão da Ucrânia em 24 de fevereiro de 2022 pela Federação Russa foi um ato não provocado e é contrário ao direito internacional”.

Além disso, o Senado reconhece que o presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, promoveu a invasão com “opressão patrocinada pelo Estado, propaganda, relatórios falsos e engano deliberado dentro de seu próprio país, em um esforço para justificar suas ações”.

O documento também exige que a liderança política da Federação Russa seja responsabilizada por seus crimes.

O senador Mark Daly, presidente do Senado da Irlanda, fez um post em seu Twitter sobre a moção, aprovada pelos 363 senadores irlandeses.

A Embaixada da Ucrânia na Irlanda postou em seu Twitter, celebrando a notícia. “Gratos aos senadores envolvidos pelo enorme apoio. Um dia, em breve, a Rússia será responsabilizada por seus crimes”.

Parlamentos da Estônia, Letônia, Canadá, Polônia, Lituânia e República Tcheca também já reconheceram os crimes da Rússia como genocídio contra o povo ucraniano.

Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar