Auxílio-doença na Irlanda: lei pode obrigar empresas a pagar falta por problemas de saúde

Auxílio-doença na Irlanda: lei pode obrigar empresas a pagar falta por problemas de saúde

Rubinho Vitti

3 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Quem trabalha na Irlanda já sabe, não existe auxílio-doença pago por empresas no país. Se ficar doente e não puder ir trabalhar, o funcionário vai perder o dia de trabalho. Ou seja, adoecer é um problema exclusivo do trabalhador.

Mas isso está prestes a mudar.

Uma nova lei aprovada propõe tornar obrigatório um nível míninimo de cobertura no caso de falta por problemas de saúde. O projeto de auxílio-doença foi aprovado pelo governo, mas precisa agora passar pelo congresso irlandês.

Como vai funcionar a lei de auxílio-doença na Irlanda?

auxílio doença na irlanda

Auxílio-doença na Irlanda será obrigatório se lei passar pelo Congresso. Foto: Photo by Kelly Sikkema on Unsplash

Inicialmente, a proposta vai exigir que empregadores ofereçam três dias por ano de licença médica. No entanto, isso aumentará para cinco dias em 2024, sete dias em 2025 e dez dias em 2026.

A remuneração terá que ser um mínimo de 70% do salário normal de um trabalhador, sujeito a um limite máximo diário de € 110.

Quando a lei do auxílio-doença na Irlanda entra em vigor?

A lei entra em vigor assim que for promulgada, mas a implementação deve acontecer ao longo de quatro anos.

Como funciona hoje o auxílio-doença na Irlanda?

Atualmente, a Irlanda continua sendo uma das poucas economias europeias que não tem direito a licença médica obrigatória.

Hoje, cerca de metade de todos os funcionários das empresas têm um nível de licença médica registrada em contrato, mas o restante não tem cobertura caso precisem se afastar do trabalho devido a uma doença.

“A pandemia expôs a situação precária de muitas pessoas, especialmente no setor privado e em funções mal remuneradas, quando se trata de faltar ao trabalho por doença”, disse o vice-primeiro-ministro irlandês e ministro da Empresa, Comércio e Emprego, Leo Varadkar.

Leia também: Auxílio universitário na Irlanda: saiba quem tem direito e como se inscrever
 

Veja também

Como é o Regime Trabalhista na Irlanda?

Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar