Custo de vida em Miami, a cidade mais latina dos EUA

Custo de vida em Miami, a cidade mais latina dos EUA

Wéverton Rodrigues

3 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A cidade mais latina dos Estados Unidos é um verdadeiro reduto turístico por vários motivos. Mas não se enganem, o destino é uma procura constante de muitas pessoas que desejam residir nela também. Para isso, é preciso saber qual o custo de vida em Miami antes de fazer as malas.

Apesar de não ser necessariamente uma cidade barata, Miami compensa todo o investimento com seus serviços. Mas fica tranquilo que os gastos aqui não são como, por exemplo, em Nova York.

Miami, a cidade mágica

Miami é conhecida como ‘cidade mágica’ pelo teor turístico e cultural. Foto: Steele Rutherford / Unsplash

A “Magic City”, como também é chamada, destaca-se pela diversidade e qualidade que tem a oferecer. Seu clima tropical é um dos aspectos que mais chamam a atenção dos visitantes. Opções de praias não faltam por lá!

Situada ao Sudeste da Flórida, a moderna cidade americana abriga um número superior a 2,5 milhões de habitantes. Quanto aos turistas, eles são 4 ou 5 vezes esse número, todos os anos.

Com uma cultura urbana que pulsa fortemente as tradições latinas, juntamente aos costumes norte-americanos, ela é chamada de capital da América Latina. Sua gastronomia, por exemplo, é uma das que mais sofrem influência.

Chegou a hora de conferir detalhes do custo de vida em Miami.

Mas qual o custo de vida em Miami?

Custo de vida em Miami pode não ser barato, mas é menor que cidades como Nova York. Foto: Sharon McCutcheon / Unsplash

Quando se considera mudar de cidade e, principalmente, de país, é necessário pensar em todos os aspectos que farão parte dessa mudança.

Afinal, estamos acostumados com um determinado custo de vida e, muito provavelmente, diferente no próximo destino.

Sendo assim, meu intuito aqui é mostrar como o custo de vida em Miami se dá em alguns aspectos principais.

Com isso, você poderá fazer o melhor planejamento possível para realizar a mudança de forma segura.

Salário mínimo em Miami

Antes de mais nada, é interessante entender quanto ganha um cidadão comum na cidade americana.

Esse valor é, em média, de U$30,9 mil por ano.

Portanto, pode-se afirmar que uma pessoa residente em Miami ganha, por mês, uma média de U$2,5 mil dólares.

Essa é uma informação tirada do site Miami New Times.

O que é e o que não é barato em Miami?

Moradia é um dos itens que faz o custo de vida em Miami aumentar consideravelmente. Foto: Juan Rojas / Unsplash

Serviços essenciais são os que nos motivam a viver em uma determinada cidade.

Por isso, eu resumi como funcionam aspectos como saúde, aluguel, transporte e mercado e como ficam os custos referentes a cada um deles na cidade americana.

Saúde

Em geral, pode-se dizer que, assim como acontece nos Estados Unidos, a saúde é algo que vai exigir bastante do seu bolso. Isso porque o país não conta com um sistema público de saúde, como no Brasil. Você gastará até U$400 em um exame como o raio-X.

Só para se ter uma ideia, uma ressonância da cabeça de uma criança pode custar U$ 3 mil dólares.

Leia também: Como escolher o melhor seguro-viagem que cobre a Covid-19

Aluguel

Outro aspecto relevante para se destacar é o aluguel em Miami. Como acontece na maioria dos lugares, a região da cidade vai determinar a média de valor que você pagará no aluguel em Miami.

Em geral, as opções não são tão em conta assim, levando muitas pessoas a buscarem alternativas. Uma delas é contar com opção de casas mais afastadas do centro.

Apartamentos com um quarto têm custo médio de US$1.300 a US$2.000 na região do centro da cidade. Essa média fica entre US$1.000 e US$1.600 para o mesmo tipo de acomodação um pouco mais distante do centro.

Já em relação à opção com dois quartos, dificilmente você terá hospedagens por menos de U$1500.

Se a sua preferência for de acomodação com 3 quartos, o preço varia entre US$2.500 e US$4.400 se a localização for no centro. Mais afastado dali, os custos ficam entre US$1.800 e US$3.200.

Mercado

Em relação ao mercado, os preços podem mudar de acordo com a região onde se esteja. No Centro (distrito financeiro), os preços, em geral, são mais altos. Assim como acontece com o aluguel, você pagará um pouco menos em lugares fora da região central.

Em relação ao mercado, pode-se dizer que uma média entre US$200 e US$300 mensais resume os gastos de uma pessoa ou, até mesmo, duas.

Transporte público

Em relação ao transporte, o setor público em Miami relacionado a esse tipo de serviço apresenta bastante qualidade. Sendo assim, você poderá reduzir custos em relação ao deslocamento pela cidade.

Com eficiência e baixo custo, é possível contar com o Metrorail, Metrobus, Metromover (bonde) e o Trolley, 4 tipos de veículos diferentes disponíveis por lá.

Como o sistema de transporte não chega a todas as partes da cidade, é preciso considerar outros gastos, como Uber e Táxi. Isso, claro, vai de acordo com a necessidade de cada pessoa.

No mais, é possível afirmar que, mensalmente, o transporte público pode significar um gasto médio que varia entre US$100 e US$150.

Leia também: Custo de vida na Espanha: valores básicos para viver no país

Preços médios do custo de vida em Miami

Miami é a cidade dos arranha-céus e apartamentos na casa dos milhões de dólares. Foto: Ryan Parker / Unsplash

Abaixo, vamos conferir os valores médios de alguns dos principais gastos de uma pessoa vivendo na Flórida, de acordo com o site Numbeo.

Com isso, você poderá ter uma noção do custo de vida em Miami e, assim, planejar ainda melhor a sua mudança.

Apartamento (aluguel)

  • Apartamento (1 quarto) no Centro da cidade 1.965,00 $
  • Apartamento (1 quarto) fora do Centro 1.400,00 $
  • Apartamento (3 quartos) no Centro da cidade 3.667,00 $
  • Apartamento (3 quartos) fora do Centro 2.542,00 $

Apartamento (compra)

  • Preço por metro² (Centro) 5.013,00 $
  • Preço por metro² (fora do Centro) 2.806,00 $

Restaurantes

  • Refeição, restaurante econômico 15,50 $
  • Refeição para 2 pessoas, restaurante de padrão médio, três pratos 76,35 $
  • McMenu no McDonalds (ou refeição equivalente) 8,00 $
  • Cerveja nacional (0,5 litro à pressão) 6,00 $
  • Cerveja importada (0,33 litro garrafa) 8,00 $
  • Cappuccino (normal) 4,51 $
  • Cola/Pepsi (0,33 litro garrafa) 1,87 $
  • Água (0,33 litros garrafa) 1,53 $

Compras de supermercado

  • Leite (normal – 1 litro) 1,01 $
  • Pão branco fresco (500 g) 3,08 $
  • Arroz (branco – 1 kg) 4,99 $
  • Ovos (normais – 12) 2,79 $
  • 12 ovos grandes $3,48
  • Queijo regional (1 kg) 12,17 $
  • Filetes de frango (1 kg) 10,54 $
  • Bife da perna (1 kg – ou carne vermelha equivalente) 15,02 $
  • Maçãs (1 kg) 5,40 $
  • Banana (1 kg) 1,64 $
  • Laranjas (1 kg) 4,18 $
  • Tomate (1 kg) 4,68 $
  • Batata (1 kg) 2,53 $
  • Cebola (1 kg) 2,30 $
  • Alface (1 pé) 1,87 $
  • Água (1,5 litros garrafa) 1,82 $
  • Garrafa de vinho (padrão médio) 12,00 $
  • Cerveja nacional (0,5 litro garrafa) 2,65 $
  • Cerveja importada (0,33 litros garrafa) 2,71 $
  • Cigarros 20 pack (Marlboro) 7,99 $

Leia também: Custo de vida em Portugal: valores atualizados para morar no país

Transporte

  • Bilhete de ida (transporte local) 2,50 $
  • Passe mensal (preço normal) 112,50 $
  • Início do táxi (tarifa normal) 3,00 $
  • Táxi 1 km (tarifa normal) 1,68 $
  • Táxi espera de 1 hora (tarifa normal) 24,00 $
  • Gasolina (1 litro) 0,69 $

Carro (compra)

  • Volkswagen Golf 1.4 90 KW Trendline 24.000,00 $
  • Toyota Corolla Sedan 1.6l 97kW Comfort 21.600,00 $
  • Honda Civic 2018 16.000,00 $

Serviços básicos (mensal/apartamento de 85 m²)

  • Eletricidade, aquecimento, arrefecimento, água, lixo 140,64 $
  • 1 min. de pré-pago para chamada local (sem descontos nem planos) 0,19 $
  • Internet (60 Mbps ou mais, dados ilimitados, cabo/ADSL) 66,89 $

Lazer

  • Fitness Club, mensalidade para 1 adulto 51,10 $
  • Aluguel de campo de tênis (1 hora no fim de semana) 15,00 $
  • Cinema, lançamento internacional, 1 lugar 14,00 $

Vestuário e sapatos

  • 1 par de calças (Levis 501 ou semelhante) 45,96 $
  • 1 vestido de verão numa cadeia de lojas (Zara, H&M, …) 37,09 $
  • 1 par de sapatos de corrida Nike (padrão médio) 85,32 $
  • 1 par de sapatos de couro para homem 106,91 $

Medicamentos

  • Tylenol, Naldecon ou Benegrip 7 $
  • 1 caixa de antibióticos (12 doses) 27 $
  • 1 caixa de 32 absorventes internos 6 $
  • Desodorante roll-on (50ml ~ 1,5 oz.) 4,56 $
  • Shampoo 2 em 1 (400 ml ~ 12 oz.) 5,72 $
  • 4 rolos de papel higiênico 4,76 $
  • tubo de pasta de dente 2,49 $
  • corte de cabelo masculino 26 $

Documentos para morar em Miami

Além do custo de vida em Miami, documentação deve ser principal item a se avaliar para viajar ou morar na cidade. Foto: Meadow Marie / Unsplash

Além de pensar no custo de vida em Miami, é necessário pensar em quais os documentos necessários para validar sua moradia na cidade.

Dessa forma, primeiramente, é preciso ter um Green Card.

O “United States Permanent Resident Card”, ou em português “Cartão de Residência Permanente nos Estados Unidos”, é o seu certificado de autorização para residir legalmente nos EUA.

Pelo fato de o processo de retirada ser um pouco burocrático, você pode esperar por anos para finalmente tê-lo em mãos. Para obtê-lo, existem algumas formas.

Green card familiar

O matrimônio com um nativo é uma delas. Outra forma é por meio de familiares com cidadania estadunidense, como pais ou filhos, por exemplo.

O familiar em questão é quem deverá fazer o pedido, e o documento pode demorar de 2 a 8 anos para sair.

Green card pelo empregador

Um empregador estadunidense interessado em contratar você é uma outra maneira de conseguir o documento. Nesse caso, a liberação do documento pode sair no período de 2 a 5 anos.

Vistos de estudante

Por outro lado, não se vive em Miami apenas com um Green Card. A graduação, por exemplo, é uma forma legal de conceder um visto de alguns anos de moradia no país.

O visto de estudante é obtido a partir da instituição com a qual você tem vínculo.

Ao preencher o formulário I-20, o formulário DS-160, o formulário I-901, pagar da taxa SEVIS e entregar a documentação no CASV, é possível adquirir o visto F-1, ideal para pessoas que vão cursar mais de 18 horas de aula por semana.

Os requisitos para a permanência do visto é, entre outras coisas, ter um bom aproveitamento, contando com as notas.

Leia também: Custo de vida na Irlanda: descubra quanto custa viver em Dublin

Veja também

Tipos de vistos para Portugal: Turismo, trabalho, estudos

Wéverton Rodrigues,

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar