Intercâmbio High School: como fazer o ensino médio no exterior

Intercâmbio High School: como fazer o ensino médio no exterior

Ana Carolina Brunelli

5 meses atrás

Quanto custa um intercâmbio?

Não vendemos pacotes e nem somos agência,
mas podemos te colocar em contato com elas.

O texto de hoje é para você que ainda tem dúvidas sobre o intercâmbio High School, ou seja, sobre como fazer o ensino médio no exterior.

Em primeiro lugar, é necessário saber qual é o objetivo desse tipo de programa de intercâmbio e para quem ele é indicado.

Então, vamos lá!

Leia também: Intercâmbio: como fazer e quais são os principais destinos para brasileiros

O que é intercâmbio High School?

Fazer ensino médio no exterior é um tipo de intercâmbio que já existe há muitos anos. Foto: Brooke Cagle on Unsplash

O intercâmbio High School é o único destinado para adolescentes que desejam cursar o ensino médio no exterior.

Esse tipo de programa já existe há muitos anos, é uma excelente forma de aperfeiçoar um novo idioma e é realizado em diferentes países, sendo os mais procurados pelos brasileiros: Estados Unidos, Canadá e Austrália.

E o bom é que, na maior parte dos países onde se faz intercâmbio High School, é possível escolher as matérias que você quer cursar, viu?

Fora isso, realizar um intercâmbio High School é uma oportunidade de morar com uma família nativa do país escolhido, de fazer amizades com pessoas de diferentes nacionalidades e crescer muito como pessoa.

Leia também: Como fazer High School nos EUA?

Por que fazer High School no exterior

Fazer ensino médio no exterior é encarar desafios de língua e cultura na adolescência, o que pode ser ótimo para a vida adulta. Foto: Dim Hou on Unsplash

Quem decide fazer o ensino médio no exterior se depara com muitos desafios que, geralmente, precisam ser solucionados sem a ajuda da família que está no Brasil. Ou seja, tem perrengue sim, mas também tem muito aprendizado.

Realizar um intercâmbio High School é ter a chance de ampliar a visão de mundo e se preparar para fases tão importantes da vida, como a faculdade e a colocação no mercado de trabalho.

Quem pode fazer o intercâmbio High School?

O High School pode ser feito por jovens que tenham entre 14 e 18 anos e é fundamental estar cursando o ensino médio no Brasil ou ter acabado de se formar. Além disso, cada país tem regras específicas que o estudante precisa seguir para poder viver essa experiência.

Como funciona o intercâmbio High School?

O ensino médio no exterior é uma chance de aprimorar conhecimentos e o segundo idioma.  Foto: Simon Maage on Unsplash

Para que os estudantes possam cursar uma parte do ensino médio no exterior e, posteriormente, fazer a validação do ensino médio no Brasil, é necessário cursar, pelo menos, cinco disciplinas durante o intercâmbio.

No entanto, mesmo assim, algumas escolas brasileiras podem encrencar com a validação. Por isso, o indicado é sempre conversar com a escola antes do embarque e deixar tudo muito bem resolvido.

Geralmente, as disciplinas a serem escolhidas são divididas em cinco áreas: ciências biológicas, práticas educativas, ciências exatas, estudos sociais e comunicação e expressão, e é necessário cursar, pelo menos, uma de cada.

Como escolher a escola para o intercâmbio High School?

Programa de intercâmbio High School pode ser feito por meio de uma agência. Foto: Matese Fields on Unsplash

Em relação à escola, o estudante pode escolher entre High School público ou particular. E vale ressaltar que todas são de excelente qualidade.

No entanto, a principal diferença entre elas é que a particular exige um pagamento, enquanto os estudantes que optam por escolas públicas não necessitam realizar o pagamento.

Porém, mesmo escolhendo uma escola pública, o intercambista terá gastos com as empresas/agências do EUA ou Brasil que cuidaram de todo o processo do programa de intercâmbio.

Atenção aos prazos para as inscrições de um intercâmbio High School: fazer a inscrição na escola definida é a principal etapa para que um intercâmbio High School aconteça.

Leia também: Como fazer intercâmbio de High School no Canadá?

Principais destinos para fazer um intercâmbio High School

Estados Unidos e Canadá

Canadá e EUA estão entre os países que mais recebem intercambistas para fazer o ensino médio. Foto: Sam Balye / Unsplash

É possível realizar um intercâmbio High School de 6 meses ou, até mesmo, um ano em diferentes países. Porém, os mais procurados certamente são Estados Unidos e Canadá.

Aliás, nas opções mais baratas de 6 meses, em ambos os destinos, o intercâmbio High School pode custar, em média, US$ 6.000 por um semestre e, aproximadamente, US$ 9.000 por um ano inteiro.

Essas são opções mais acessíveis, pois é claro que existem outras muito mais caras.

Tanto nos EUA quanto no Canadá, é comum o estudante que decidir fazer esse tipo de intercâmbio ficar em casa de família. É o famoso “Host Family”, ou seja, morar com uma família nativa e ter a chance de praticar ainda mais o idioma local.

Nesses casos, geralmente, o estudante divide um quarto com um ou mais estrangeiros ou tem a opção de pagar a mais para ter um quarto exclusivo. Mas vale dizer que essa última opção pode aumentar bastante o valor do intercâmbio. Outra opção, fora casa de família, são as residências estudantis.

Entre as melhores cidades dos Estados Unidos para fazer um intercâmbio High School destacam-se: San Francisco, San Diego, Boston, Chicago, Philadelphia, entre outras. Já no Canadá, as cidades que mais ganham destaque quando o assunto é intercâmbio High School são: Victoria, Vancouver, Ottawa, Montreal, entre outras.

Ambos os países oferecem um ensino de alta qualidade e muita segurança. Sem contar que são lugares cheios de cultura, história, diversão e muitas belezas naturais, o que certamente atrai a atenção dos estudantes.

Quanto custa um intercâmbio High School?

Pesquisar preço de passagem, hospedagem e conversão da moeda do país escolhido faz parte da pesquisa para saber quanto custa fazer ensino médio no exterior. Foto: Annie Spratt / Unsplash

Para saber quanto custa o ensino médio no exterior, é necessário levar em conta alguns fatores:

Passagem aérea

Tanto para os Estados Unidos quanto para o Canadá, é possível encontrar passagens áreas por pouco mais de R$ 2.500, dependendo da época do ano. Ou seja, o ideal é já ter em mente que será necessário gastar por volta de três mil reais em passagens áreas para fazer um intercâmbio High School.

Visto de estudante

Para fazer um intercâmbio High School nos Estados Unidos ou Canadá, é necessário tirar um visto de estudante, o que envolve mais um custo.

Para conferir a lista da documentação necessária e os valores atualizados, acesse os sites do consulado dos EUA e do Canadá.

Leia também: Com quantos anos pode fazer um intercâmbio?

Seguro-viagem

Os valores de um seguro-viagem variam bastante, mas, normalmente, é necessário reservar, em média, R$ 3.500. Tudo vai depender do período de intercâmbio.

Nos valores de um programa de intercâmbio High School não estão inclusos custos como: alimentação, transporte, lazer. Exceto nos casos em que ele fica na casa de família, quando o estudante tem direito ao café da manhã e ao jantar. Porém, as refeições fora de casa são por conta do intercambista.

Por isso, é válido reservar em torno de 300 dólares por mês para alimentação, transporte e lazer e para ter um dinheiro sobrando caso aconteça algum imprevisto, isso pensando nos Estados Unidos e Canadá.

*Todos os valores citados podem sofrer alterações. Por isso, é fundamental acompanhar o valor do câmbio diariamente.

Além desses países, existem outros lugares onde é possível fazer um intercâmbio High School. Por exemplo, dá para escolher viver essa experiência na Austrália, Alemanha, França ou, até mesmo, na Espanha.

Você quer muito realizar um intercâmbio High School? Então, saiba que, para tirar esse sonho do papel, é preciso começar a planejar. Para isso, solicite um orçamento e tire todas as dúvidas sobre como fazer o ensino médio fora do Brasil.

Veja também

Como preparar as malas para o Intercâmbio?

Ana Carolina Brunelli, Formada em jornalismo pela UNIMEP. Criadora de conteúdo para redes sociais, com experiência em Diversidade & Inclusão. Esteve na Irlanda duas vezes e, desde a primeira vez no país, soube que Dublin era o seu lugar no mundo. Ama inspirar e incentivar as pessoas a viverem a incrível experiência de conhecer a Ilha Esmeralda.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar