Intercâmbio na Alemanha: guia completo

Intercâmbio na Alemanha: guia completo

Karina Moura

4 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O destino sobre o qual vamos falar neste artigo é cada vez mais procurado pelos brasileiros que desejam estudar no exterior. Fazer um intercâmbio na Alemanha pode ser uma ótima oportunidade não só de aprender o idioma, mas também de dar aquele upgrade no currículo, já que o país oferece diversos cursos de especialização de nível superior.

Mesmo com o choque cultural, dificuldade do idioma e clima, optar pelo intercâmbio na Alemanha pode abrir muitas portas para você no futuro.

Morar por um tempo no país ainda pode ser uma imersão cultural gigante, já que a Alemanha superou os traumas do Terceiro Reich, do Holocausto e do Muro de Berlim e se tornou um país humanitário, democrático, moderno e rico.

Quer saber mais sobre como fazer um intercâmbio na Alemanha? Então, fique por aqui!

Veja a seguir!

Leia também: Intercâmbio: como fazer e quais são os principais destinos para brasileiros

Por que fazer intercâmbio na Alemanha?

Intercâmbio na Alemanha: cultura, história e vivência no país mais rico da União Europeia. Foto: Kanan Khasmammadov / Unsplash

A Alemanha é um país que preza muito por uma educação de qualidade. Independentemente do tipo de intercâmbio que escolher, você vai encontrar cursos com metodologias que se adaptam ao estudante, sempre recheados com muita cultura, história e atividades extracurriculares.

Hoje, a Alemanha é uma das maiores potências do mundo — o país mais rico da União Europeia —, além de ser um dos mais organizados, limpo e pontual.

Localizado bem no meio da Europa, faz fronteira com a Dinamarca, Polônia, República Tcheca, Áustria, Suíça, França, Luxemburgo, Bélgica e Países Baixos. Ótima oportunidade para conhecer outros países da Europa.

As agendas culturais estão sempre repletas de atrações, incluindo shows de jazz, festas techno, festivais folclóricos e artísticos e com as melhores baladas do mundo!

Não podemos esquecer da cerveja e do Oktoberfest, o maior evento popular da Alemanha e um dos maiores do mundo.

Duas características muito fortes dos alemães são a preocupação com o meio ambiente e a paixão por esportes. As cidades mais conhecidas são Berlim, Munique, Frankfurt, Hamburgo e Constança, principais destinos para aqueles que desejam fazer intercâmbio de idioma, técnico ou graduação.

Quais são os tipos de intercâmbio na Alemanha?

Intercâmbio na Alemanha para aprender o idioma local é o mais comum entre brasileiros. Foto: Roman Kraft / Unsplash

O intercâmbio tem como objetivo principal promover a troca de cultura, conhecimento e experiências. Além do programa de idioma, como mencionamos, existem outras formas de intercâmbio na Alemanha.

Confira!

  • Intercâmbio de alemão
  • Intercâmbio universitário
  • Intercâmbio voluntário
  • Au pair

Intercâmbio na Alemanha para aprender alemão

Um intercâmbio de alemão é uma forma de ficar fluente na língua enquanto você vive por um tempo no país. Existem cursos de curta e longa duração para estudantes de todas as idades e diferentes tipos de programas.

Além dos intensivos, as escolas oferecem os preparatórios para exame, cursos de férias e aulas individuais.

Apesar da dificuldade da língua, com seis meses de intercâmbio na Alemanha, já é possível se comunicar e tentar um exame de proficiência do idioma. Geralmente, são divididos em três tipos de programas:

  • Cursos regulares — voltados para aprendizagem e aperfeiçoamento do idioma, com carga horária entre 15h e 40h semanais;
  • Curso profissionalizantes — voltados para profissionais que desejam obter mais experiência em sua área de atuação e elevar seu conhecimento no idioma;
  • Cursos executivos — são programas mais curtos, com foco no profissional de mercado, voltado para diversas áreas de atuação, de acordo com a necessidade do estudante.

Intercâmbio universitário na Alemanha

Entidade oficial para fazer intercâmbio universitário na Alemanha é o DAAD. Foto: Maheshkumar Painam / Unsplash

Existem diversos motivos para você escolher a Alemanha para o seu intercâmbio universitário. O país é um dos destinos favoritos de estudantes de graduação e pós-graduação por ser um país que investe na ciência e oferece várias vagas de mestrado e doutorado.

Além disso, tem um dos melhores sistemas de bolsas no mundo.

Com cursos baratos e algumas das melhores universidades da Europa, a Alemanha se tornou, rapidamente, um dos destinos de estudo mais populares entre os estudantes internacionais.

A entidade oficial de intercâmbio acadêmico alemão é Deutscher Akademischer Austausch Dienst (DAAD), responsável por oferecer todas as informações sobre o processo de candidatura e bolsas de estudo.

Para os candidatos brasileiros, o DAAD tem dois escritórios no Brasil, em São Paulo e no Rio de Janeiro, e um site em português com um passo a passo para orientar quem deseja estudar na Alemanha.

Importante destacar que a graduação na Alemanha é um pouco diferente do Brasil. Alguns cursos são técnicos, mais conhecidos como Hochschule, focados mais na prática e preparação para o mercado de trabalho, enquanto as universidades são focadas na ciência e na pesquisa.

Universidades alemãs entre as melhores do mundo

De acordo com a revista inglesa que publica notícias e artigos referentes à educação superior, o Times Higher Education (THE), já no ranking de 2022, as dez melhores universidades do continente europeu incluem instituições britânicas, suíças e alemãs.

Na 8ª posição desse ranking temos a Universidade de Munique Ludwig-Maxmilians, mais conhecida como LMU Munique, que tem a segunda maior população estudantil do país e atrai, todos os anos, diversos alunos estrangeiros para intercâmbio na Alemanha.

Só para você ter uma ideia, isso representa, aproximadamente, 17% de todo o corpo discente da instituição.

Intercâmbio voluntário na Alemanha

O AFS Brasil oferece, todo ano, bolsas parciais de intercâmbio voluntário na Alemanha. A má notícia é que o programa está suspenso temporariamente devido à pandemia.

Destinado ao público entre 18 e 27 anos, o programa tem duração de 12 meses, e um dos pré-requisitos é ter conhecimento do idioma alemão.

Outra opção para os mochileiros de plantão é fazer um intercâmbio pela Worldpackers, que oferece programas de trabalho voluntário na Europa em ONGs, escolas, comunidades e projetos sociais.

Intercâmbio como babá (au pair) na Alemanha

Programas de ‘au pair’ são disponíveis para estrangeiros fazerem intercâmbio na Alemanha. Foto: Jordan Rowland / Unsplash

O programa de “au pair” é uma das opções de intercâmbio na Alemanha. Ele é voltado para quem deseja trabalhar com crianças de forma remunerada, além de estudar e conviver com uma família anfitriã.

Direcionado especialmente para as mulheres, a intercambista fica responsável por acompanhar a rotina e cuidar das crianças da família no exterior.

O programa Au Pair na Alemanha tem duração mínima de 6 meses e máxima de 12 meses.

O que é preciso para fazer intercâmbio de “au pair” na Alemanha:

  • contrato de trabalho com a família antes do embarque;
  • conhecimentos básicos em alemão (no mínimo, nível A1) comprovado por teste de proficiência;
  • ensino médio completo;
  • não pode ter filhos;
  • ter entre 18 e 26 anos — a regra muda para cidadãs da União Europeia (17 a 30 anos).

A carga horária de trabalho é de, no máximo, seis horas diárias, não ultrapassando 30h semanais, com direito a um mês de férias remuneradas por ano. O pagamento é mensal, um valor aproximado de € 300.

A Alemanha tem um visto específico para “au pairs” e custa, atualmente, 75€.

Para mais informações sobre o visto e documentos necessários, visite o site das Representações da República Federal da Alemanha no Brasil.

Como funciona o visto de estudante para intercâmbio na Alemanha?

Berlin está entre as cidades populares para intercambistas. Foto: Stefan Widua / Unsplash

Para os brasileiros que desejam estudar na Alemanha por até 90 dias (3 meses), não é necessário ter um visto de estudante, basta apenas ter um passaporte válido, seguro-viagem, comprovante de hospedagem e comprovação financeira.

Agora, para os intercâmbios de longa duração, é necessário o visto de estudante. É importante destacar que existem vários níveis de visto para estudar na Alemanha.

Para dar entrada no visto, os brasileiros podem entrar no território europeu como turistas e, no prazo de 90 dias, aplicar para uma das autorizações de residência que só podem ser obtidas na Alemanha.

Para mais informações, acesse o site das Representações da República Federal da Alemanha no Brasil.

Intercâmbio na Alemanha: posso trabalhar e estudar?

O visto de estudante na Alemanha para os intercambistas que planejam fazer cursos universitários permite 20 horas de trabalho por semana.

Trabalhar de verdade, no entanto, só é possível caso você tenha outro tipo de visto ou se o trabalho for parte do mestrado ou doutorado.

Planeje seu intercâmbio na Alemanha

Agora que você conheceu todas as possibilidades de intercâmbio na Alemanha, o que falta para tirar esse sonho do papel? Você pode solicitar seu orçamento de intercâmbio com os parceiros do edublin!

Além disso, você também pode se preparar para conquistar uma vaga de emprego fora do país. O curso “Do Zero ao Emprego no Exterior” oferece mais de 30 horas de conteúdo com diversos profissionais de diferentes áreas na Europa.

Principais dúvidas sobre intercâmbio na Alemanha

 

Quais são os tipos de intercâmbio na Alemanha?

O intercâmbio tem como objetivo principal promover a troca de cultura, conhecimento e experiências. Além do programa de idioma, como  mencionamos aqui, existem outras formas de intercâmbio na Alemanha.

Intercâmbio de alemão
Intercâmbio universitário
Intercâmbio voluntário
Au pair

Como fazer intercâmbio voluntário na Alemanha?

AFS Brasil oferece, todo ano, bolsas parciais de intercâmbio voluntário na Alemanha. Destinado ao público entre 18 e 27 anos, o programa tem duração de 12 meses, e um dos pré-requisitos é ter conhecimento do idioma alemão.

O que é preciso para ser babá na Alemanha?

Contrato de trabalho com a família antes do embarque.
Conhecimentos básicos em alemão (no mínimo, nível A1) comprovado por teste de proficiência.
Ensino médio completo.
Não pode ter filhos.
Ter entre 18 e 26 anos — a regra muda para cidadãs da União Europeia (17 a 30 anos).

Como tirar o visto de estudante na Alemanha?

Para dar entrada no visto, os brasileiros podem entrar no território europeu como turistas e, no prazo de 90 dias, aplicar para uma das autorizações de residência que só podem ser obtidas na Alemanha.
Para mais informações, acesse o site das Representações da República Federal da Alemanha no Brasil.
Cursos com menos de 90 dias não precisam de visto.

Posso trabalhar e estudar na Alemanha?

O visto de estudante na Alemanha para os intercambistas que planejam fazer cursos universitários permite 20 horas de trabalho por semana.

Veja também

Roteiro de Intercâmbio na Irlanda por quem o viveu

Karina Moura, Formada em Jornalismo e Relações Internacionais. Produtora de conteúdo digital e consultora de comunicação e marketing, atuou por muito tempo em projetos B2B, com atendimento e relacionamento ao cliente. Apaixonada por pessoas e causas que promovam a troca de experiências entre elas, hoje se prepara para o seu primeiro intercâmbio em Dublin, na Irlanda.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar