Irlanda vai voltar a cobrar pelo consumo de água?

Irlanda vai voltar a cobrar pelo consumo de água?

Rubinho Vitti

1 mês atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Um assunto tem tomado as páginas dos jornais irlandeses no início desta semana: a volta da cobrança pelo consumo de água na Irlanda. É verdade! Não se paga para ter água encanada em uma casa irlandesa, mas o relatório da Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD), publicado na segunda-feira, 10 de maio, pede que o governo reintroduza as chamadas “water charges” (cobranças pela água) no país, como forma de diminuir o desperdício de água potável.

Segundo o relatório, a Irlanda, além de reconsiderar a introdução da cobrança de água, deveria também aumentar as taxas de resíduos e implementar pedágios urbanos para cumprir as metas ambientais de redução de carbono.

Vale lembrar que a Irlanda prometeu cortar as emissões de CO2 em 51% até 2030.

A cobrança de água, segundo o relatório, também seria suficiente para cobrir os altos custos de investimento no tratamento de água, já que, segundo o texto, apenas 60% da população irlandesa está conectada ao tratamento avançado de água.

No entanto, o primeiro-ministro irlandês, Micheál Martin, afirmou que não haverá a reintrodução da cobrança de água na Irlanda. “Não vamos voltar a isso, não vamos introduzir cobranças de água”, disse, segundo o jornal Irish Times.

A reintrodução de cobrança de água na Irlanda ocorreu já em 2015 (o E-Dublin tem até uma matéria dessa época).

O governo mediu a média de consumo das casas que não possuem medidor, com um adulto consumindo, por ano, cerca de 66 mil litros, enquanto cada ocupante adicional consome mais de 21 mil litros. Assim, a cobrança seria de €176 por ano por um adulto na casa e mais €102 de cada pessoa adicional.

Mas, naquele ano, houve um grande protesto da população que se recusava a pagar as contas. Isso acabou fazendo com que o governo voltasse atrás e parasse novamente de cobrar pela utilização de água no país.

Leia também: Água potável na Europa pode estar relacionada ao câncer de bexiga

Líder do Partido Verde e Ministro do Meio Ambiente irlandês, Eamon Ryan, resumiu a questão:

“É um relatório muito bom da OCDE, que apoia muito do que estamos fazendo, do que planejamos fazer no governo, mas não vamos voltar à questão das taxas de água. O sistema político da Irlanda gastou muito tempo nisso. Chegamos a uma conclusão, o que eu acho, apropriada, então vamos nos ater a ela ”, disse ele.

Foto de capa: Jos Speetjens/Unsplash

Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar