Países abertos para intercâmbio: onde os brasileiros já podem entrar?

Países abertos para intercâmbio: onde os brasileiros já podem entrar?

Ana Carolina Brunelli

2 meses atrás

Quanto custa um intercâmbio?

Não vendemos pacotes e nem somos agência,
mas podemos te colocar em contato com elas.

Os países abertos para intercâmbio estão cada vez mais surgindo no mapa mundi e flexibilizando a entrada de brasileiros e outros imigrantes para estudo, trabalho e turismo.

Ou seja, se você estava prestes a realizar um intercâmbio em 2020 ou 2021, mas precisou postergar esse sonho por conta da pandemia, chegou o momento de retomar os planos.

Afinal, com a liberação para a entrada de brasileiros, já é possível voltar a se organizar para viver a experiência de um intercâmbio no exterior.

Mas calma, não é simplesmente comprar uma nova passagem e embarcar! Os países abertos para intercâmbio têm permissões distintas e incluem uma série de requisitos que precisam ser seguidos.

Fizemos uma seleção deles neste artigo.

Confira.

Portugal

Portugal é um dos países abertos para intercâmbio e turismo. Foto: Nick Karvounis / Unsplash

Portugal está aberto aos turistas brasileiros desde 1º de setembro e revogou a obrigatoriedade do cumprimento da quarentena de 14 dias após a chegada ao país.

A nova regra foi editada pelo Despacho n.º 8652-C/2021, que libera a entrada de turistas brasileiros no país, seguindo as normas abaixo:

  • teste PCR negativo, realizado 72 horas antes do embarque;
  • apresentação do Certificado Digital COVID da UE válido ou certificado de vacinação ou de recuperação válido emitido por um país terceiro em condições de reciprocidade — crianças com menos de 12 anos não precisam apresentar teste;
  • todos os passageiros devem preencher o Passenger Locator Card antes da partida para Portugal.

Confira sempre no site do governo de Portugal as informações atualizadas, visto que as regras são alteradas constantemente.

França

França está entre os países abertos para intercâmbio para vacinados. Foto: Pixabay

Agora é oficial! A França está aceitando turistas completamente imunizados de todos os países, inclusive do Brasil. A confirmação já está no portal de diplomacia do governo francês, e os viajantes não precisarão apresentar teste de Covid ou fazer quarentena.

No entanto, será obrigatória a comprovação da vacina e uma declaração de que não tem sintomas nem teve contato com pessoas com covid.

A Coronavac ainda não está na lista de vacinas aprovadas, apesar de já ter sido liberada pela Organização Mundial de Saúde e estar em fase final de análise.

Ou seja, até o moment,o somente a Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Johnson & Johnson são aceitas.

EUA

Os EUA entram na lista de países abertos para intercâmbio em novembro. Foto: Sean Pavone | Dreamstime

No último dia 20 de setembro, o presidente Joe Biden anunciou que os Estados Unidos vão suspender todas as restrições de viagens internacionais, a partir de novembro, para adultos estrangeiros que estiverem totalmente vacinados contra a Covid-19.

De acordo com o comunicado, os viajantes deverão estar totalmente imunizados e apresentar o comprovante de vacinação antes de embarcar. Além disso, o país vai manter a exigência de apresentação de um teste PCR negativo feito até três dias antes do embarque.

O comunicado americano não deixou claro se haverá restrição a alguma vacina. Porém, até o momento, os EUA aceitam as vacinas Johnson & Johnson, Pfizer e Moderna.

Como as datas ainda são incertas, o indicado é estar sempre atento ao site oficial da embaixada dos EUA no Brasil para verificar as informações atualizadas.

Austrália

Austrália e Nova Zelândia seguem fora da lista de países abertos para intercâmbio. Foto: Loeskieboom | Dreamstime

Infelizmente, a Austrália ainda não faz parte da lista de países abertos para intercâmbio. Isso porque o índice de vacinação ainda é muito baixo, e os casos aumentaram nos últimos meses.

Por esse motivo, o país não está aberto para receber brasileiros, e as fronteiras estão fechadas para turistas de qualquer origem, o que deve permanecer até 2022.

Para ter acesso às informações sempre atualizadas, consulte o site do governo australiano.

Nova Zelândia

A Nova Zelândia, país que melhor conseguiu lidar com a situação da pandemia, ainda não tem a maior parte de sua população vacinada e permanece com as fronteiras fechadas.

A previsão é as fronteiras reabrirem somente em 2022. Até lá, brasileiros não poderão realizar um intercâmbio no país.

Canadá

No Canadá, brasileiros já podem entrar com requisitos exigidos. Foto: Marc-Olivier Jodoin on Unsplash

Brasileiros já podem entrar no Canadá desde o dia 7 de setembro.

No entanto, há requisitos exigidos:

  • certificado de vacinação (o processo precisa estar 100% concluído), com as vacinas aceitas no país: AstraZeneca (incluindo a Covishield, fabricada no Brasil), Janssen, Pfizer e Moderna — a Coronavac ainda não é aceita;
  • apresentar teste PCR negativo para Covid-19, feito até 72 horas antes do embarque;
  • visto para o Canadá, que hoje pode ser tirado on-line — o Electronic Travel Authorization é liberado rapidamente para quem tem visto americano ou teve um visto canadense emitido nos últimos dez anos;
  • baixar o app ArriveCan, responder as perguntas de entrada e aguardar a aprovação.

Irlanda

Irlanda está entre os países abertos para intercâmbio para brasileiros. Foto: Sean Kuriyan / Unsplash

Finalmente, a quarentena obrigatória em hotéis na Irlanda chegou ao fim, no último dia 25 de setembro.

A partir de agora, nenhum estrangeiro precisará cumprir a quarentena em hotéis, tornando-se muito mais flexível a entrada no país.

No entanto, ainda há regras para serem cumpridas antes de desembarcar em território irlandês. Isso inclui:

  • teste de PCR pré-viagem, com resultado negativo feito 72 horas antes da viagem, a menos que você tenha o comprovante de vacinação;
  • autoquarentena domiciliar;
  • preenchimento de formulário de localização de passageiros antes da chegada à Irlanda.

Além disso, é fundamental ter o Certificado Digital COVID da UE (DCC).

Informações sobre viagens internacionais e sobre o funcionamento do Certificado Digital COVID estão disponíveis no site do governo irlandês: www.gov.ie.

Mesmo com essas exigências, já foi um grande avanço o fim da quarentena em hotéis, que estava em vigor desde março de 2021. Sendo assim, agora a Irlanda pode dizer, definitivamente, que está entre os países abertos para intercâmbio.

Espanha

Espanha entrou na lista de países abertos para intercâmbio e aceita vacinados com a Coronavac. Foto: Greta Schölderle Møller / Unsplash

Novas regras para entrada de brasileiros na Espanha! Todos os viajantes com mais de 12 anos de idade deverão apresentar comprovante de vacinação, sendo que as vacinas precisam ser aprovadas pela União Europeia ou pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A boa notícia é que a Coronavac já é aceita. Porém, a segunda dose deve ter sido aplicada, pelo menos, 14 dias antes do embarque.

Quem não está imunizado precisa apresentar um teste PCR negativo feito em até 72 horas antes do embarque.

Também será necessário preencher o formulário Spain Travel Health. Depois de preenchido, basta apresentar o QR code no momento do embarque e na chegada à Espanha.

Um comunicado oficial foi emitido recentemente pelo país e detalhou todas as regras para a entrada de estrangeiros. Não deixe de conferir antes de viajar para a Espanha!

Alemanha

Alemanha está enter países abertos para intercâmbio para brasileiros. Foto: Rudi1976 | Dreamstime

Desde 22 de agosto, os turistas brasileiros com vacinação completa contra a Covid-19 com os imunizantes da Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Johnson & Johnson já vinham sendo aceitos na Alemanha. Porém, devido à melhoria da situação da doença, o Brasil deixou de ser classificado como uma área de alto risco desde 19 de setembro e a Alemanha começou a aceitar brasileiros não vacinados ou imunizados com as duas doses da Coronavac.

No entanto, para entrar no país, é necessário apresentar um Certificado COVID Digital UE ou um comprovante similar digital nos idiomas alemão, inglês, francês, italiano ou espanhol.

Além disso, o viajante deverá apresentar um teste PCR negativo, feito no máximo 72 horas antes do embarque ou um teste antígeno, coletado, no máximo, 48 horas antes do embarque.

Confira mais informações no site oficial da embaixada da Alemanha no Brasil.

Com as novas flexibilizações e a abertura para a entrada de brasileiros em diversos países, já é possível voltar a se planejar para realizar aquele intercâmbio tão sonhado ou, até mesmo, fazer aquela viagem que precisou ser postergada por conta da pandemia.

Porém, fique sempre de olho no E-Dublin e nos sites oficiais do país escolhido para ver as regras atualizadas e as vacinas consideradas aceitas. Assim, você evita passar por imprevistos na hora de desembarcar e garante uma viagem mais tranquila.

Próximo passo para o seu intercâmbio

Agora que você já entendeu quais são os países abertos para intercâmbio, principalmente para brasileiros, você pode se programar para fazer a sua viagem tão esperada.

Solicite seu orçamento de intercâmbio na Irlanda com os parceiros do E-Dublin!

Foto de capa: Agência Brasil

Veja também

Como contratar um intercâmbio na Europa

Ana Carolina Brunelli, Formada em jornalismo pela UNIMEP. Criadora de conteúdo para redes sociais, com experiência em Diversidade & Inclusão. Esteve na Irlanda duas vezes e, desde a primeira vez no país, soube que Dublin era o seu lugar no mundo. Ama inspirar e incentivar as pessoas a viverem a incrível experiência de conhecer a Ilha Esmeralda.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar