Sinéad O’Connor: conheça a vida pessoal e profissional da cantora irlandesa

Sinéad O’Connor: conheça a vida pessoal e profissional da cantora irlandesa

Rubinho Vitti

11 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A Irlanda perdeu no fim de julho um de seus maiores talentos, a cantora e compositora Sinéad O’Connor, aos 56 anos.

Figura importante na cena musical dos anos 1980, ela nasceu em 8 de dezembro de 1966 em Glenageary, um subúrbio de Dublin.

Sinéad conquistou o mundo com sua voz poderosa e estilo musical único. Sua presença artística transcendeu fronteiras, deixando uma marca duradoura na indústria fonográfica e na cultura popular.

Sinéad morreu no dia 26 de julho de 2023, em Londres, onde estava vivendo.

Vamos falar um pouco mais sobre esse talento do cenário musical irlandês.

Dublin teve papel fundamental na vida de Sinéad O’Connor

Sinéad O’Connor nasceu em 1966, no subúrbio de Dublin. Foto: Divulgação

Criada em uma família com dificuldades financeiras e problemas pessoais, Sinéad O’Connor enfrentou uma infância desafiadora.

Desde cedo, ela demonstrou seu talento musical e começou a se envolver com a cena local de música em Dublin.

A cidade, conhecida por sua rica tradição musical, desempenhou um papel importante no desenvolvimento artístico de Sinéad.

Sua paixão pela música cresceu enquanto ela vivia em vários lugares na Irlanda, enfrentando as adversidades que a vida lhe apresentava.

Início na música

O início da carreira de Sinéad na música foi marcado pela perseverança e determinação.

Ela encontrou sua voz no cenário musical de Dublin, onde teve a oportunidade de se apresentar em bares e casas de show.

Com seu estilo musical eclético e letras profundas, Sinéad chamou a atenção da indústria musical e logo começou a ganhar seguidores dedicados.

Regravação de música do Prince levou Sinéad O’Connor para o sucesso

O sucesso estrondoso de Sinéad O’Connor veio em 1990 com o lançamento de seu segundo álbum, “I Do Not Want What I Haven’t Got”.

A regravação de “Nothing Compares 2 U”, que está no álbum, é uma das versões mais icônicas e emocionantes dessa música originalmente composta por Prince.

“Nothing Compares 2 U” foi originalmente gravada por Prince em 1985 e lançada como parte de um projeto de seu projeto paralelo chamado “The Family”. Embora a música tenha sido escrita pelo próprio Prince, ele não alcançou o mesmo sucesso comercial que a versão de Sinéad O’Connor.

A interpretação de Sinéad trouxe uma profundidade emocional única à música, transmitindo uma intensa melancolia e vulnerabilidade. Sua voz distintiva e poderosa complementou perfeitamente a letra emocionalmente carregada, fazendo com que a música tivesse um impacto emocional avassalador nos ouvintes.

O videoclipe da música também foi muito marcante, com um close-up emocionante do rosto de Sinéad O’Connor enquanto ela canta, com lágrimas genuínas escorrendo por seu rosto. Essa imagem se tornou icônica e é frequentemente associada à música.

A regravação catapultou a música para o topo das paradas de sucesso em diversos países e a tornou um dos maiores sucessos da carreira de Sinéad.

A música continua a ser lembrada e amada por muitas pessoas até os dias atuais, e é frequentemente considerada uma das melhores interpretações musicais da história.

Polêmicas marcaram a vida de Sinéad O’Connor

Ao longo de sua carreira, Sinéad O’Connor também se envolveu em várias polêmicas. Sua postura política e ativismo por causas como os direitos humanos, a igualdade de gênero e a justiça social a levaram a tomar posições controversas, provocando debates acalorados.

Em certas ocasiões, suas atitudes polêmicas afetaram negativamente sua popularidade e imagem pública, levando-a a momentos de decadência na indústria da música.

Foto do papa rasgada na televisão

Sinéad O’Connor rasgou uma foto do papa João Paulo II durante sua performance no programa de televisão “Saturday Night Live”, em 3 de outubro de 1992. Essa ação foi um ato de protesto contra os abusos sexuais na Igreja Católica e contra o tratamento que algumas instituições religiosas davam às vítimas, principalmente casos ocorridos na Irlanda.

A ação de Sinéad foi altamente controversa e provocou reações mistas. Enquanto alguns apoiaram seu gesto como uma forma de chamar a atenção para um problema importante, outros a criticaram por desrespeitar uma figura religiosa.

A atitude gerou polêmica e resultou em consequências negativas para a carreira de Sinéad O’Connor. Ela enfrentou reações adversas do público, perda de oportunidades de trabalho e, em certa medida, uma redução temporária de seu status como uma artista de sucesso.

É importante notar que o gesto de Sinéad O’Connor não foi direcionado ao papa pessoalmente, mas sim a instituição da Igreja Católica e sua falta de ação diante dos casos de abuso sexual cometidos por membros do clero. Sinéad se sentiu compelida a usar sua posição e fama para dar visibilidade a um problema grave que muitas vezes era ignorado ou encoberto pela instituição religiosa.

Embora a ação tenha gerado controvérsia e repercussões negativas na época, também abriu um debate importante sobre abusos e questões de justiça dentro da Igreja Católica e instituições religiosas em geral. Com o passar dos anos, a sociedade tornou-se mais consciente sobre os abusos sexuais na Igreja, e muitas vítimas ganharam coragem para compartilhar suas histórias e buscar justiça.

Vida nos últimos anos

A vida e carreira de Sinéad O’Connor nos últimos anos foram marcadas por altos e baixos, incluindo momentos de ativismo, lançamento de novas músicas e problemas de saúde mental.

Nos anos 2010, Sinéad continuou a se apresentar e lançar música, apesar de enfrentar dificuldades pessoais. Em 2012, ela lançou o álbum “How About I Be Me (And You Be You)?”, que recebeu elogios da crítica e mostrou a continuidade de sua habilidade artística e habilidades vocais distintas. Nesse período, ela também fez turnês e apresentações ao vivo.

Conversão ao islamismo

Em 2018, Sinéad O’Connor anunciou sua conversão ao islamismo e mudou seu nome para Shuhada’ Davitt. Essa decisão refletiu sua busca espiritual e a crença em uma nova identidade religiosa.

Sua conversão teve um impacto em sua música, e ela começou a incluir influências islâmicas e temas espirituais em suas composições.

Saúde mental

Em 2018, O’Connor se converteu ao islamismo e passou a se chamar Shuhada’ Davitt. Foto: Man Alive

A saúde mental de Sinéad O’Connor também foi uma preocupação ao longo dos últimos anos. Ela foi franca sobre suas lutas com doenças mentais, incluindo transtorno bipolar, e discutiu abertamente suas experiências com depressão e outras questões emocionais.

Em algumas ocasiões, esses problemas afetaram sua carreira e levaram a cancelamentos de shows e outras interrupções em suas atividades musicais.

Redes sociais

Além disso, a presença de Sinéad nas redes sociais também gerou polêmica. Ela compartilhou mensagens pessoais e políticas, o que às vezes causou controvérsia e debates acalorados.

Perda do filho

Sinéad O’Connor perdeu seu filho adolescente, aos 17 anos, em janeiro de 2022. Shane O’Connor morreu tragicamente após escapar de hospital irlandês, onde estava sendo observado após ter tentado suicídio.

Após a morte do filho, Sinéad O’Connor cancelou todos os shows agendados e se isolou. Sua dor foi compartilhada novamente dias antes de sua própria morte.

Respondendo a um tweet, ela disse:

“Vivo como uma criatura noturna morta-viva desde então. Ele era o amor da minha vida, a lâmpada da minha alma. Éramos uma alma em duas metades. Ele foi a única pessoa que me amou incondicionalmente.”

Locais para visitar na Irlanda para lembrar de Sinéad O’Connor

Casa onde Sinéad morou em Bray recebeu homenagens após sua morte. Foto: Rubinho Vitti

Dublin e outras partes da Irlanda fazem parte da vida pessoal e musical de Sinéad O’Connor e, por isso, muitos locais que podem ser visitados relembram a cantora irlandesa.

Listamos alguns deles:

  • Whelan’s: A casa do show é um famoso local de música ao vivo em Dublin e tem um significado especial para Sinéad O’Connor. Foi aqui que ela se apresentou no início de sua carreira, e o local teve um papel essencial em seu desenvolvimento como artista. Assistir a uma apresentação ao vivo no Whelan’s pode ser uma ótima maneira de experimentar a vibrante cena musical de Dublin.
  • Grafton Street: Conhecida por sua atmosfera movimentada e artistas de rua, a Grafton Street é onde Sinéad O’Connor começou sua famosa carreira musical tocando na rua. Visitar esta rua vibrante pode evocar uma sensação de nostalgia e uma conexão com seus primeiros dias como jovem musicista.
  • Windmill Lane Recording Studios: Embora não seja aberto ao público, o Windmill Lane Recording Studios é famoso por hospedar vários artistas icônicos, incluindo Sinéad O’Connor. Este estúdio é onde ela gravou alguns de seus sucessos mais significativos e continua sendo um marco para a história da música em Dublin.
  • The Olympia Theatre: O Olympia é um teatro histórico em Dublin, conhecido por sediar muitas apresentações icônicas. Sinéad O’Connor subiu ao palco várias vezes ao longo de sua carreira. Ao assistir a um show neste local, você pode experimentar o mesmo espaço que hospedou suas poderosas apresentações.
  • Igreja de Santa Maria: Em 2011, Sinéad O’Connor filmou o vídeo de seu cover de “The Foggy Dew” na Igreja de Santa Maria, em Kilkenny, não muito longe de Dublin. Embora não diretamente em Dublin, os fãs podem achar interessante visitar o local apresentado neste vídeo.
  • Casa em Bray: Sinéad morou por muitos anos em uma casa localizada na praia de Bray, Montebello, Strand Road, em Wicklow, próximo a Dublin. Ela deixou de viver no local em 2021, mas a casa, hoje icônica, recebeu diversas homenagens após a morte da artista.
  • Vicar Street: Sinéad O’Connor se apresentou com sua banda no Vicar Street, em Dublin, há 21 anos. O local é icônico e já recebeu artistas de todo o mundo. A apresentação foi gravada e está disponível para assistir na RTÉ Player.

Leia também: 10 músicos ou bandas irlandesas para você criar uma playlist

Próximos passos para sua viagem à Irlanda

Agora que você já sabe mais sobre a Irlanda, vem com a gente entender como fazer intercâmbio no país. Temos um guia especial sobre intercâmbio na Irlanda aqui no nosso site.

E se você precisa de ajuda para encontrar uma agência de intercâmbios, temos o Orçamento Fácil, que auxilia na comparação de preços em serviços de qualidade.

O edublin tem ótimas opções de ebooks sobre faculdade e intercâmbio na Irlanda, cidadania europeia, cursos sobre trabalho e carreira no exterior.

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?


Avatar photo
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Veja também

Tudo o que você precisa saber sobre os Pubs na Irlanda


Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email