Empregos na Espanha: quais são as opções para brasileiros?

Empregos na Espanha: quais são as opções para brasileiros?

Wéverton Rodrigues

2 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Assim como em praticamente qualquer parte do mundo, também existem ofertas de empregos na Espanha para brasileiros. Antes, porém, precisamos entender o que é necessário fazer para estar apto a trabalhar nesse país europeu.

Eu sei que, agora, você deve ter várias dúvidas aí, especialmente a respeito do processo burocrático. Qual o melhor tipo de visto? Quais profissões representam as maiores carências do território espanhol?

Leia abaixo e entenda as melhores ofertas de emprego na Espanha para brasileiros e como preencher os requisitos que vão ajudar você a se candidatar a uma dessas vagas.

Leia também: Intercâmbio na Espanha: guia sobre estudo, trabalho e vistos para brasileiros

Mercado de trabalho na Espanha para brasileiros

São muitos tipos de empregos na Espanha disponíveis para brasileiros. Foto: Henrique Ferreira / Unsplash

A pandemia da Covid-19 gerou uma instabilidade econômica em todo o mundo. O mercado vem sofrendo com as consequências do surto viral, em que o ritmo em inúmeros setores foi drasticamente afetado.

Por outro lado, sabemos que, com o processo de vacinação em curso, as coisas vão lentamente voltando ao normal.

Sendo assim, também é importante falar que as oportunidades de emprego passarão a ser geradas de forma cada vez mais otimista, distribuindo oportunidades para milhões de pessoas.

A Espanha é um desses países com ótimas perspectivas na oferta de vagas nas mais diversas áreas nos próximos anos. Nesse sentido, os estrangeiros também serão beneficiados com isso. Ótima notícia para nós, brasileiros.

Empregos na Espanha: área de TI

Área de TI está entre as principais para empregos na Espanha. Foto: Luca Bravo / Unsplash

A área de TI (Tecnologia da Informação) é uma das que mais prometem. Sendo assim, cabe ao interessado estudar o mercado espanhol a fim de entender as reais necessidades e em quais regiões as oportunidades são ofertadas.

Para se ter uma noção do salário na Espanha, utilizemos o próprio profissional de TI como exemplo. Com 22.000 euros por ano, pode-se dizer que seu salário mensal é, em média, de 1.571 euros (na Espanha, são 14 salários, no total).

Com uma média de 13.300 euros anuais e 950 euros mensais, o salário mínimo espanhol pode, até, não ser um dos melhores, mas a qualidade de vida compensa à altura.

Em geral, regiões como Madrid, Catalunha, Barcelona, Valencia, Sevilla, Santander, Málaga, Alicante, Gijón e Bilbao são algumas das que contam com ofertas de emprego muito boas.

Leia também: Espanha em 5 destinos imperdíveis

Principais sites para procura de empregos na Espanha

Já imaginou ir para a Espanha com emprego garantido? O trabalho remoto, amplamente aderido em virtude da pandemia do novo coronavírus, potencializou as entrevistas por videoconferência por parte das empresas.

Sendo assim, a procura deve começar nos sites mais comuns. Os principais são Infojobs, que se destaca como o maior portal de emprego na Espanha, e o Infoempleo, outra ótima opção bastante utilizada na procura por emprego no país.

Além disso, existem sites mais específicos, como o Turisjobs, para quem tem interesse de se candidatar à área do turismo. Já para quem deseja trabalhar em Barcelona, o Jobs in Barcelona é uma das melhores opções.

O que é fundamental para um emprego na Espanha?

Para candidatar-se a empregos na Espanha, é preciso, basicamente, ter o visto e um currículo em espanhol. Foto: Christin Hume / Unsplash

Você sabe o que é preciso para se candidatar a uma vaga de emprego na Espanha? Existem alguns passos fundamentais que vão permitir participar das seleções de empregos das empresas.

Escolher o tipo de visto é apenas um desses passos. Criar um currículo em espanhol é outro. Além disso, será necessário, em alguns casos, a validação do diploma.

A inscrição no respectivo conselho profissional e o domínio do idioma são outros pré-requisitos.

Leia também: ‘Currículo europeu’: dicas, informações e passo a passo para montar o seu

Qual visto é necessário para trabalhar na Espanha?

Ter um visto de trabalho é, muito provavelmente, a coisa mais importante na hora de tentar uma vaga em qualquer país do exterior.

Portanto, o primeiro passo é entender qual o melhor visto para você.

Existem algumas modalidades de visto para trabalho na Espanha

  • Visto para trabalhador subordinado (contrato de trabalho) ou visado de residencia y trabajo por cuenta ajena: ideal para quem, mediante um contrato de trabalho, será contratado por uma empresa na Espanha.
  • Visto para empreendedores: também chamado de visado de residencia y trabajo por cuenta própia, é o tipo de visto que um empreendedor precisa para trabalhar na Espanha.
  • Visto para profissionais altamente qualificados: ideal para quem, mediante um contrato de trabalho, será contratado por uma empresa na Espanha para executar funções específicas. Esse tipo de trabalhador tem prioridade de contratação.
  • Visto para profissionais que realizam movimentos intra empresariais: visto que profissionais transferidos pela mesma empresa precisam para trabalhar na Espanha.
  • Visto de residência e trabalho isento de autorização prévia: tipo de visto ideal para quem não precisa de uma autorização prévia. Artistas e cientistas são dois bons exemplos.

Leia também: Quais países estão abertos para intercâmbio de brasileiros?

Currículo em espanhol

Informações como nacionalidade, idiomas e experiência profissional no exterior são fundamentais.© One Photo | Dreamstime.com

Informações como nacionalidade, idiomas e experiência profissional no exterior são fundamentais. Foto: One Photo | Dreamstime.com

Saber construir um currículo adequado é ideal para se candidatar a uma vaga de emprego na Espanha. Sendo assim, vou destacar os principais elementos que precisam estar presentes em seu documento.

A começar pelo cabeçalho, que precisa ter apenas as informações básicas como nome completo, profissão, endereço, e-mail e telefone. Aqui, é interessante, ainda, informar o seu LinkedIn.

Um aspecto bastante importante em um currículo profissional espanhol é a inclusão de uma foto. Ela precisa ser anexada na parte de cima do CV, próxima ao cabeçalho.

Outra coisa são as suas experiências profissionais, chamada de Experiencia Laboral. Portanto, nome do cargo, empresa, cidade e período da experiência são essenciais. Além disso, é importante destacar as tarefas e as conquistas decorrentes disso.

Aprimorando o currículo

A Formación Académica é mais uma seção que precisa compor seu currículo em espanhol, principalmente se a sua experiência profissional não for lá aquela coisa toda.

Sendo assim, alguns aspectos são imprescindíveis nessa parte do CV, como o nome do curso, a instituição, a cidade e o período de duração.

O próximo diferencial são as habilidades e competências, aqui destacadas como habilidades duras e habilidades blandas.

Em relação à primeira, alguns aspectos podem ser destacados, principalmente se você dominar uma língua estrangeira, o que é mais comum. Mas outras coisas podem vir também, o importante é ser sincero e destacar diferenciais.

Em relação à segunda, você pode destacar aquelas habilidades mais subjetivas, como capacidade de trabalho em grupo, capacidade de trabalhar sob pressão, ser uma pessoa criativa e que sabe liderar.

Informações adicionais

Não deixe de destacar, ainda, a seção Informaciones adicionales. Aqui, você pode mencionar informações que não puderam ser incluídas nas seções anteriores. Projetos pessoais e trabalhos voluntários são ótimos exemplos disso.

Além disso, prêmios, certificados, palestras, intercâmbios são outros destaques que podem ser colocados.

Por fim, o objetivo profesional, que também pode ser chamado de “extracto” e se destaca como o parágrafo de abertura do documento.

Aqui, você precisa ser conciso e destacar, no mínimo de frases possível, quem é você e o que você pode oferecer de útil para a empresa.

Validação do diploma

É preciso atenção na validação do diploma antes de candidatar-se a um emprego na Espanha. Foto: Lewis Keegan – Skillscouter.com/ Unsplash

Validar o diploma é sempre um aspecto importante na candidatura de emprego no exterior, ainda mais se a vaga pretendida for prescrita por um órgão ou conselho regulador.

Um bom exemplo disso é a engenharia, área que exige a homologação de diploma para o caso de você querer continuar atuando no ramo na Espanha.

O Ministério de Universidades na Espanha é o órgão responsável por validar o documento e conceder uma credencial para o profissional que o permite desempenhar a profissão legalmente no país.

O melhor de tudo é que esse processo tem sido cada vez menos burocrático. Um projeto de decreto real visa diminuir o tempo de validação de diplomas, passando de dois anos e meio para seis meses.

Diferenças entre Espanha e Brasil

Outro fator importante a se destacar aqui é em relação à diferença entre as estruturas acadêmicas de Brasil e Espanha.

Em caso de não equivalência entre os cursos, haverá a necessidade de complementos formativos na Espanha por parte do candidato.

A equivalência de carga horária, por exemplo, é um dos indicativos claros disso. Sendo assim, a complementação da formação pode ser algo exigido na hora da homologação do diploma.

Além disso, o mestrado pode ser uma exigência específica de algumas determinadas profissões. O mais comum é que isso aconteça na advocacia. Esses são os cursos habilitantes. Portanto, fique bastante atento!

Inscrição no respectivo conselho profissional

Além da necessidade de revalidar o diploma, o candidato precisa se registrar perante o respectivo conselho profissional. Obviamente, nem todas as profissões apresentam essa exigência, apenas nos casos em que a área seja prescrita por um conselho regulador. A medicina é um bom exemplo disso.

Como a inscrição no conselho profissional pode ser feita ainda no Brasil, não deixe de se certificar se todas as exigências foram devidamente cumpridas.

Dominar o idioma (“portunhol” não é suficiente)

Estude bem a língua espanhola antes de procurar emprego na Espanha. Foto: Dan Gold / Unsplash

Saber se comunicar bem em um idioma é muito diferente de enrolar ou arranhar um pouco que seja da língua. Muitas pessoas pensam que, numa tentativa de conseguir emprego na Espanha, o famoso “portunhol” dá conta.

A verdade é que existem algumas profissões em que essa é uma das maiores exigências. Por isso, dominar o idioma local é imprescindível para qualquer área profissional.

Isso porque não saber se comunicar bem na língua espanhola pode desclassificar você no processo. Então, fique ligado!

Diferenciais para conseguir emprego na Espanha

  • Ser um profissional específico.
  • Ser neto ou filho de espanhóis.
  • Ter nacionalidade europeia.
  • Dominar dois ou mais idiomas.

Nacionalidade europeia

Passaporte europeu é um diferencial na hora de aplicar para empregos na Espanha. Foto: Pixabay

Outro aspecto que faz diferença para um brasileiro que procura emprego na Espanha é ter nacionalidade europeia.

A dupla nacionalidade é, nesse sentido, um fator que ajudará a trabalhar na Espanha, principalmente pelo fato de não exigir a necessidade de um visto de trabalho.

Leia também: Cidadania espanhola: dicas e informações para começar o processo

Profissões requisitadas na Espanha

O responsável por atualizar a lista com as profissões que mais precisam de trabalhadores na Espanha é o SEPE (Serviço Público de Empleo Estatal).

Com atualização a cada trimestre, é possível observar no catálogo as melhores ofertas de emprego a partir da necessidade de cada área.

Mecânico naval, marinheiros, comandantes de navios mercantes e cozinheiros de navio são algumas das vagas que apresentam carência de profissionais no país. Atletas profissionais e treinadores esportivos também figuram na parte de cima da lista de prioridades.

Carência profissional

Além do SEPE, há a Adecco, outra companhia que trabalha no gerenciamento da oferta de vagas de empregos, mais precisamente na carência de profissionais nas regiões do país.

De acordo com os dados recentes, a empresa divulgou que existe uma necessidade da contratação de profissionais de TI, médicos, enfermeiros e técnicos de laboratório biomédico, além de soldadores e operadores de empilhadeiras.

Trabalhadores do comércio, atendentes de telemarketing e auxiliares administrativos são outras necessidades do mercado espanhol.

Obviamente que cada caso é um caso, e muitos brasileiros não conseguirão atuar em sua área no país europeu. Muitas empresas priorizam trabalhadores que apresentam experiência no mercado profissional da Espanha.

Por outro lado, o setor do turismo é um dos que mais oferecem oportunidades. É possível encontrar muitas ofertas em hotéis e restaurantes, por exemplo. Os profissionais de tradução podem se beneficiar bastante com isso. Motoristas também.

Motivos para a carência de profissionais na Espanha

  • Profissões específicas.
  • Necessidade de domínio de outros idiomas.
  • Nível de capacitação incompatível com o cargo.
  • Busca por oportunidades em outros países.

Importância do LinkedIn para conseguir emprego na Espanha

Muito mais do que uma rede de contatos, o LinkedIn se tornou uma das principais ferramentas usadas por candidatos na hora de buscar uma vaga de emprego.

Isso porque a plataforma reúne ofertas das mais diferentes empresas, permitindo um fácil acesso. Dessa forma, tem cada vez mais sido necessário manter seu perfil atualizado sempre que possível.

Não deixe de colocar suas experiências profissionais e habilidades.

Empresas que oferecem mais oportunidades para brasileiros

Várias empresas têm diversos tipos de vaga de emprego disponíveis na Espanha. Foto: Saulo Mohana / Unsplash

Amazon

  • Engenheiros de TI, de qualidade
  • Gerentes de operações, atendimento ao cliente, de conteúdo
  • Analistas de dados
  • Especialistas de marca e marketing
  • Equipe de recursos humanos
  • Treinadores técnicos
  • Tradutores

Saiba mais aqui.

MediaMarkt

  • Gerentes de operações
  • Técnicos de TI, de recursos humanos, de oficina
  • Chefes de departamento
  • Marketing digital
  • Assistente administrativo
  • Operadoras de telefonia
  • Atendimento ao cliente
  • Caixas
  • Vendedores
  • Transportadores de armazém

Saiba mais aqui.

Acciona

  • Engenheiros mecânicos, elétricos, civis, de processo e especialistas em projeto de túneis
  • Gerente de aplicativos de recursos corporativos e data science
  • Analistas financeiros

Saiba mais aqui.

Banco Santander

  • Engenheiros de computação
  • Profissionais da segurança cibernética
  • Analistas de mercado
  • Especialistas em venda, em dados, etc.

Saiba mais aqui.

Accenture

  • Programadores JAVA
  • Gestor de serviço
  • Engenheiros aeronáuticos

Saiba mais aqui.

Endesa

  • Engenheiro do setor das energias renováveis
  • Analista de soluções tecnológica
  • Estagiários

Saiba mais aqui.

Se eu conseguir um emprego na Espanha, o que fazer?

Há dois passos fundamentais para brasileiros que conseguem emprego na Espanha: o primeiro é se inscrever no Regime de Segurança Social, que permitirá exercer adequadamente a sua profissão no país e acobertado pela segurança social mediante o pagamento das taxas mensais.

O segundo passo é obter o NIE (Número de Identificación de Extranjero) ou DNI (Documento Nacional de Identidad).

Para tanto, você poderá ir à Direção Geral da Polícia ou nos Consulados da Espanha no exterior para solicitar o documento. Provavelmente, será exigida uma conta bancária.

Wéverton Rodrigues,

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar