Maioria das irlandesas tira licença médica devido a dores menstruais

Maioria das irlandesas tira licença médica devido a dores menstruais

Rubinho Vitti

1 mês atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

As dores durante o período menstrual são um dilema para mulheres no mundo todo e não seria diferente na Irlanda.

De acordo com uma pesquisa recente feita pela Forsa, sindicato irlandês para funcionários do serviço público, 70% das trabalhadoras se afastam do trabalho por conta dos sintomas menstruais, como cólicas e dores de cabeça, ou da menopausa.

Apesar disso, 65% das mulheres disseram se sentir incapazes de discutir questões relacionadas à sua saúde reprodutiva com seus superiores.

A pesquisa mostrou ainda que quase 100% das mulheres entrevistadas disseram que seriam beneficiadas caso houvesse uma lei na Irlanda voltada à saúde menstrual das mulheres no ambiente de trabalho, como afastamentos remunerados.

No entanto, apenas 1% das empresas da Irlanda possuem esse tipo de política. Por isso mesmo, durante o período de “home office”, as mulheres se sentiram mais aliviadas durante os períodos de cólica, por terem acesso mais fácil a medicamentos e locais para relaxar nos intervalos.

A Forsa utiliza essa pesquisa para tentar incorporar uma lei trabalhista que auxilie as mulheres no período menstrual. O sindicato enviou uma moção para incentivar os locais de trabalho a introduzir políticas favoráveis ​​ao período e à menopausa para seus funcionários.

Atualmente, países como Coréia do Sul, Japão, Indonésia e Zâmbia oferecem licença menstrual a mulheres. Já o governo espanhol apresentou um projeto de lei que concederia às pessoas três dias de licença menstrual por mês, sendo o primeiro país europeu com uma lei em andamento sobre o tema.

Foto de capa: Hailey Kean on Unsplash

Veja também

Tudo sobre o sistema de saúde na Irlanda

Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar