Quarentena em hotéis na Irlanda: seis países entram na lista

Quarentena em hotéis na Irlanda: seis países entram na lista

Rubinho Vitti

2 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A lista da quarentena obrigatória em hotéis na Irlanda foi atualizada com cinco novos países entrando na lista da “categoria 2”: Afeganistão, Egito, Trinidad e Tobago, Sri Lanka e Sudão.

Quem vier destes e de outros países considerados de risco terá que reservar uma vaga no sistema de quarentena em hotéis na Irlanda (veja mais informações abaixo). Regras sobre a quarentena em hotéis devem mudar em julho, quando as viagens não-essenciais serão retomadas na Irlanda.

Lista de países na “categoria 2”:

África

  • Angola
  • Botswana
  • Burundi
  • Cabo Verde
  • República Democrática do Congo
  • Eswatini
  • Etiópia
  • Egito
  • Quênia
  • Lesoto
  • Malawi
  • Moçambique
  • Namibia
  • Ruanda
  • Seychelles
  • Somália
  • Sudão
  • África do Sul
  • Tanzânia
  • Zâmbia
  • Zimbábue

Ásia

  • Afeganistão
  • Bahrain
  • Bangladesh
  • Índia
  • Maldivas
  • Nepal
  • Omã
  • Paquistão
  • Catar
  • As Filipinas
  • Emirados Árabes Unidos
  • Sri Lanka

Europe

  • Turquia

América

  • Canadá
  • Costa Rica
  • Panamá

América do Sul

  • Argentina
  • Bolívia
  • Brasil
  • Chile
  • Colômbia
  • Equador
  • Guiana Francesa
  • Guiana
  • Paraguai
  • Peru
  • Suriname
  • Trinidad e Tobago
  • Uruguai
  • Venezuela

Leia também: Visto para brasileiros na Irlanda durante a pandemia (atualizada)

Imunizados poderão evitar quarentena obrigatória em hotéis na Irlanda

Passageiros que viajam de países da ‘categoria 2 ‘ devem agendar quartos de hotel antes de embarcar para a Irlanda. Foto: Vlad Teodor | Dreamstime.com

Pessoas imunizadas contra a Covid-19 — ou seja, vacinadas completamente com as duas doses das principais vacinas aplicadas no mundo — se tornaram exceção à regra da quarentena obrigatória em hotéis na Irlanda.

Quem estiver totalmente vacinado e com os documentos que comprovem isso não precisará  completar a quarentena obrigatória nos hotéis se chegarem à Irlanda de países considerados de risco.

Segundo a nova regra, porém, mesmo totalmente vacinado, o passageiro ainda terá que ter um teste PCR negativo antes da partida e precisa completar um período de autoisolamento em casa ou no local determinado no formulário de localização de passageiros.

Mas atenção, a regra para os vacinados vale apenas para aqueles que receberam doses de determinadas vacinas e cada uma delas deve estar com um tempo de janela completo ao chegar à Irlanda conforme a lista abaixo:

  • Pfizer-BioNtech – 7 dias depois da segunda dose
  • Moderna – 14 dias depois da segunda dose
  • Oxford-AstraZeneca – 15 dias depois da segunda dose
  • Johnson & Johnson/Janssen – 14 dias depois da dose única

Outras vacinas não indicadas acima não valem para deixar de fazer a quarentena obrigatória em hotéis na Irlanda.

Leia também: Lockdown na Irlanda: governo aprova plano de reabertura até agosto

A vacina chinesa Coronavac, que também é produzida no Brasil pelo Instituto Butantan, começou a ser avaliada pela The European Medicines Agency (EMA), a agência reguladora da Europa. O imunizante é principal utilizado no Brasil, com 80% das doses aplicadas sendo da Coronavac.

No entando, a OMS já aprovou a vacina para uso emergencial. Com a aprovação, pessoas vacinadas com a Coronavac poderão ter facilidades como viagens internacionais. Apesar de não ter sido ainda aprovada pela União Europeia,  o bloco recomenda que imunizados com vacinas aprovadas pela OMS possam entrar em países europeus sem necessidade de quarentena ou testes.

Outra exceção à regra são famílias que viajam com bebês recém-nascidos (não mais do que 28 dias de idade). Isso vale até mesmo para quem viajou para um estado designado com o propósito de “barriga de aluguel”.

Essas famílias não precisam completar a quarentena obrigatória em hotéis na Irlanda, mas, assim como os vacinados, precisam ter o PCR negativo e fazer o autoisolamento. Pessoas com

Como funciona a quarentena em hotéis na Irlanda?

A quarentena obrigatória em hotéis para passageiros que chegarem à Irlanda de países considerados de risco começou na sexta-feira, 26 de março.

Conforme anunciou o Departamento de Saúde irlandês, quem planeja aterrissar no país de países considerados “categoria 2”, que inclui o Brasil, deverá fazer uma reserva de 12 noites nos hotéis parceiros antes de embarcar.

O pagamento deverá ser antecipado e custará € 1.875 por pessoa.

O portal de reservas para quarentena obrigatória em hotéis já foi lançado

Os passageiros sob quarentena obrigatória ficarão no Crowne Plaza Dublin Airport Hotel, em Santry. A  tarifa padrão de 12 noites inclui todos os serviços.

A tarifa adicional para outro adulto ou criança com mais de 12 anos é de € 625, enquanto as crianças dos 4 aos 12 anos pagam € 360 pelo pacote de 12 dias.  Não há custo para crianças de 0 a 3 anos hospedadas com a família durante o período de quarentena do hotel.

O passageiro deverá completar 14 dias com a possibilidade de liberação em dez dia se for testado negativamente para a Covid-19.

O Governo também divulgou uma taxa diária de € 150 para adultos que chegam de países “não designados”, mas que não fizeram o teste PCR antes da partida.

O departamento afirmou ainda que todos os passageiros que viajam para a Irlanda de países de “alto risco”, incluindo aqueles que transitaram por um porto ou aeroporto em um desses países, devem completar o período de quarentena obrigatório de hotel de 14 dias, independentemente da nacionalidade.

A Força Nacional da Irlanda irá escoltar os passageiros do aeroporto até o hotel.

Quem furar a quarentena pode pagar uma multa de 2.000 euros e ser detido por um mês.

Ao completar os 14 dias de quarentena, o passageiro irá receber uma carta de liberação.

Todos os detalhes podem ser encontrados no site do governo.

 

Foto de capa: Pierre Châtel-Innocenti / Unsplash

Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar