Como trabalhar na Irlanda legalmente?

Como trabalhar na Irlanda legalmente?

Wéverton Rodrigues

7 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Deixa eu perguntar uma coisa: você está a fim de fugir da crise e da falta de oportunidade no Brasil, mas não sabe como trabalhar na Irlanda legalmente? Isso é o que vou mostrar neste artigo.

Trabalhar no exterior é, de fato, sinônimo de mais oportunidades. Isso porque ter uma carreira no Brasil tem se tornado cada vez mais desestimulante.

Mas calma, nem tudo é um mar de rosas também! Trabalhar fora exige um planejamento cuidadoso e adequado. Assim, você vai poder realizar o sonho do intercâmbio, com a possibilidade de trabalhar na Irlanda legalmente.

Eu vou lhe contar mais detalhes sobre esse processo.

Vamos lá?

Como trabalhar na Irlanda legalmente?

Estrangeiros que possuem o ‘work permit’ podem trabalhar na Irlanda legalmente. Foto: Rawpixelimages | Dreamstime

Para trabalhar na Irlanda legalmente, um cidadão estrangeiro precisa ter permissão de trabalho. Isso significa que ele deve estar no país devidamente autorizado, com um visto que permita ele exercer algum cargo na Irlanda.

Ou seja, para trabalhar na Irlanda legalmente, o estrangeiro precisa ter o IRP (Irish Residence Permit) e um dos vistos válidos para trabalho, como Stamp 2, Stamp 3, Stamp 4, etc., a não ser que esse cidadão estrangeiro tenha dupla cidadania (uma delas sendo de algum país da União Europeia). Nesse caso, não é preciso de um visto, apenas o passaporte europeu.

Com esses documentos, o cidadão estrangeiro estará legalizado e, dentro da regra de cada visto, ele poderá trabalhar na Irlanda.

Com uma proposta de trabalho em mãos, ele poderá emitir o PPS (Personal Public Service Number), um tipo de CPF irlandês que permite os cidadãos receberem seus salários.

Por fim, será necessário uma conta em algum banco irlandês para que o cidadão possa receber seu salário na Irlanda.

Tipos de visto para trabalhar na Irlanda legalmente

Tem gente que ainda tem dúvida sobre se é necessário tirar um visto para trabalhar na Irlanda legalmente. A resposta mais óbvia e coerente é sim.

Na verdade, em toda a Europa você depende de um visto específico para permanecer trabalhando no continente. Mas é importante entender que existe mais de uma opção e que nem todas se ajustam ao seu caso.

Tipos de vistos para trabalhar na Irlanda legalmente:

  • Stamp 1 (visto de trabalho) — visto de trabalho para quem já tem proposta de trabalho de uma empresa irlandesa.
  • Stamp 1A (visto de trainee) — cidadãos não europeus que chegam à Irlanda para participar de algum programa de treinamento.
  • Stamp 1G (programa de graduação) — visto concedido a cidadãos não europeus que finalizaram um curso superior na Irlanda e podem trabalhar na área no país durante um período específico.
  • Stamp 2 (visto de estudante) — o visto de estudante concedido a cidadãos não europeus intercambistas para estudar idiomas, ou quem vai fazer curso superior.
  • Stamp 3 — visto emitido a esposa/esposo de cidadãos estrangeiros que têm o visto de trabalho. Eles têm acesso total ao mercado de trabalho irlandês.
  • Stamp 4 — visto concedido a cidadãos estrangeiros casados/união estável com europeus e que vivem na Irlanda. Eles têm acesso total ao mercado de trabalho irlandês.

ATENÇÃO: visto de turista não permite que estrangeiros trabalhem legalmente na Irlanda.

Leia também: Vistos para brasileiros na Irlanda durante a pandemia (atualizada)

Quais são os principais vistos para trabalhar na Irlanda legalmente?

É necessário ter um visto de trabalho. Eu vou destacar alguns tipos e suas respectivas especificações e, claro, a duração e a validação de cada um, como e se é possível renovar, etc. Fique de olho!

STAMP 1

O Stamp 1 só é concedido para quem comprovar que tem uma proposta formal de emprego e que, assim, pode trabalhar na Irlanda legalmente.

Na imigração, o candidato ao Stamp 1 precisa comprovar o convite de trabalho, preenchendo formulários e mostrando uma lista de documentos. Somente assim, ele poderá receber o visto e, ainda, a autorização para trabalhar na Ilha da Esmeralda e ter os direitos trabalhistas do cidadão irlandês.

Esse tipo de visto se encaixa nos casos em que o contratado tem uma das habilidades críticas no país, as chamadas “Critical Skills”, ou então sua função está em uma lista chamada “General Employment Permit” (Licença Geral de Emprego). Saiba mais aqui!

Quem está elegível para o visto Stamp 1?

  • Cidadãos cujos países não são da zona do Euro (non-EEE) com Work Permit, Green Card ou permissão para administrar negócios na Irlanda;
  • Cidadãos cujos países não são da zona do Euro (non-EEE) com permissão de residência na Irlanda;
  • Cidadãos cujos países não são da zona do Euro (non-EEE) com permissão de trabalho (dependente de cônjuge).

Leia também: Critical skills na Irlanda: conheça a lista de profissões e saiba como aplicar

STAMP 2

A opção que mais atende e permite que brasileiros trabalhem na Irlanda legalmente é o visto Stamp 2. É aquele tipo de visto ideal para o intercambista estrangeiro, em especial, porque ele permite conciliar estudo e trabalho na Ilha da Esmeralda.

A carga horária máxima, porém, é de até 20 horas semanais, não mais do que isso. Pelo menos, durante o período de aulas. Existem meses em que você poderá trabalhar até o dobro disso, ou seja, 40 horas semanais.

Mas fique atento, porque isso só acontece em junho e setembro, além de 15 de dezembro a 15 de janeiro (basicamente, período de férias).

Para tanto, você precisa estar matriculado em uma instituição de ensino irlandesa. O Stamp 2 vale para quem estiver cursando uma universidade (visto válido por um ano) ou, mesmo, um curso de inglês com duração mínima de 6 meses.

Nesse último caso, o visto vale por 8 meses (6 meses de aulas e dois meses de férias) e pode ser estendido com duas renovações (máximo de dois anos).

Após esse período, o cidadão estrangeiro ainda pode se matricular em cursos universitários, podendo ficar no país com o Stamp 2, no total, por sete anos.

Fique atento no prazo de expiração para que não haja nenhum tipo de problema.

Quem está elegível para o visto Stamp 2?

  • Cidadãos “non-EU/EEA & non-Swiss citizen” que vão para a Irlanda estudar inglês pelo mínimo de 6 meses ou cursos universitários.
  • Cidadãos “non-EU/EEA & non-Swiss citizen” após o período de 2 anos estudando inglês podem obter visto de estudante para cursar uma universidade.

Estudante universitário: perspectivas de emprego e tipos de vistos

Estudantes universitários têm um tempo a mais para trabalhar na Irlanda legalmente após finalizar o curso. Foto: Pattanaphong Khuankaew | Dreamstime.com

Os universitários estrangeiros podem aplicar para o Third Level Graduate Programme (Programa de Pós-Graduação de Terceiro Nível) e trabalhar na Irlanda legalmente por mais 12 meses depois que terminar seu curso.

Visto Stamp 1G

Uma das principais opções para um estudante trabalhar na Irlanda legalmente é o Visto Stamp 1G.

Criado para favorecer a condição de trabalho do estudante não europeu que acabou de se formar e que deseja trabalhar, o visto 1G é ideal para os estudantes que concluíram cursos de nível QQI 8 a 10 (graduação e pós-graduação).

Esse tipo de visto permite ao estudante entrar no mercado profissional com carga horária máxima de 40 horas semanais (full time).

O Stamp 1G tem duração de 1 ano. Nesse período, ele pode receber propostas de work permit ou green card e trabalhar na Irlanda legalmente.

Visto de Trainee (Stamp 1A)

O Visto Stamp 1A permite ao aluno que concluiu a graduação colocar em prática o conhecimento adquirido ao longo do curso de graduação e trabalhar na Irlanda legalmente. É necessário, portanto, ter concluído o curso para obtê-lo.

De acordo com o governo, o Stamp 1A “indica permissão em tempo integral, treinamento em contabilidade paga (em conformidade com as regras de imigração ou regulamentadas pela IAASA e com um contrato de treinamento com uma empresa com sede na Irlanda) por um período especificado, sujeito a condições”.

Quem está elegível para esse tipo de visto?

  • Cidadãos “non-EEE” de cursos de contabilidade

Vistos para o companheiro ou a companheira trabalhar na Irlanda legalmente

Pessoas que são casadas ou têm um relacionamento estável com europeus que vivem na Irlanda ou estrangeiros que têm visto de trabalho no país também podem trabalhar na Irlanda legalmente.

São dois tipos de vistos diferentes nesses casos.

Stamp 3 — Visto para dependentes e acompanhantes

O visto Stamp 3 é concedido a esposas, maridos e dependentes de cidadãos não europeus que têm o direito de trabalhar na Irlanda legalmente (com vistos como Stamp 1).

Em 2019, o governo irlandês anunciou que portadores do visto Stamp 3 têm livre acesso ao mercado de trabalho no país. Ou seja, podem trabalhar por 40 horas semanais.

Stamp 4 — Visto para casados com europeus

O Stamp 4 é concedido àqueles que se casam ou têm relacionamento estável (“Facto Relationship”) com irlandeses ou europeus que vivem na Irlanda.

Esse é um dos vistos na Irlanda que permitem trabalhar na Irlanda legalmente (“full time”).

Leia também: Tudo sobre vistos na Irlanda: guia completo (2022)

Por que trabalhar na Irlanda legalmente?

TI é uma das áreas com maior demanda por trabalho estrangeiro na Irlanda. Foto: ​Mooshny | Dreamstime.com

A Irlanda é um dos principais destinos para brasileiros na Europa. A Embaixada do Brasil em Dublin afirma que hoje em dia há mais de 70 mil brasileiros no país. Tem dúvida se vale a pena viver no país? Muitas pessoas têm conseguido uma melhor qualidade de vida por lá!

Ainda mais se dermos o devido peso às experiências internacionais que trabalhar e morar em um país diferente poderá trazer a qualquer pessoa que esteja disposta a aprender. Não resta dúvida, portanto, que o crescimento profissional em diversas áreas é, de fato, uma realidade na Ilha Esmeralda.

No entanto, nada pode ser feito fora da legalidade, não é mesmo? Imagina ir para a Irlanda de forma ilegal e ser obrigado a retornar ao Brasil por descumprimento das leis, correndo o risco até mesmo de ser preso. Não dá, né?

Por isso, aqui no E-Dublin sempre reforçamos a importância de seguir a política de imigração adequadamente, dentro do que está previsto na Lei, além de estar bem informado a respeito de viver e trabalhar fora e entender a hora certa de aproveitar cada oportunidade.

Vamos explorar mais esse assunto e mostrar que é sim possível trabalhar na Irlanda legalmente.

Leia também: Trabalho no exterior para brasileiros: saiba como se preparar

Como um brasileiro pode trabalhar na Irlanda legalmente?

Diversas áreas são consideradas ‘Critical Skills’ para estrangeiros trabalharem legalmente na Irlanda. Foto: Pxhere

Essa é, de longe, a pergunta mais importante a se fazer. É interessante saber como é o cenário de empregos para brasileiros no país. Afinal, existe emprego na Irlanda para brasileiros?

Primeiramente, é importante entender que o setor dos chamados “subempregos” é o mais procurado e o que mais oferece vagas de emprego para estrangeiros na Ilha da Esmeralda.

O termo “subemprego” (ou underemployment’ ou ‘subemployment’) não deve ser menosprezado. Muito pelo contrário. Ele pode ser a porta de entrada para outras funções para quem deseja trabalhar na Irlanda legalmente.

Mas é verdade que o mercado de trabalho irlandês como um todo tem perspectivas muito positivas para quem deseja construir uma carreira fora do Brasil.

Portanto, áreas como a de garçom, assistente de cozinha, atendente de loja e de auxiliar de limpeza são sempre sinônimo de boas ofertas de emprego, principalmente para quem está chegando ao país.

No mais, o principal é saber que, além das várias oportunidades que já existem no mercado, os brasileiros ainda contam com outras vagas que estão surgindo todos os anos no país. Portanto, é importante se manter atualizado!

Irlanda, o Vale do Silício da Europa!

Pois é, você pode até não saber, mas a Irlanda é considerada o Vale do Silício da Europa. Maneiro, né? Além dos Estados Unidos, o país irlandês é uma referência quando o assunto é startups e empresas de desenvolvimento tecnológico.

O que isso significa? Que estrangeiros com formação na área de TI pode trabalhar na Irlanda legalmente (e de forma muito mais fácil). Afinal, vários empregos dessa área estão na lista das “Critical Skills“.

Quando imaginamos o centro global dos investimentos e do empreendedorismo, devemos dar os devidos créditos a Dublin e, ainda, a Cork, cidades onde as multinacionais dão profundidade ao cenário do mercado de trabalho e das oportunidades profissionais na Europa e, claro, nesse país da União Europeia (UE).

Emprego na Irlanda sem inglês fluente?

É bastante comum que muitos brasileiros se perguntem se é possível trabalhar na Irlanda legalmente sem ter um inglês fluente. Bom, a resposta poderia ser “sim, é possível”, porque, de fato, é. Mas é necessário entender que o primeiro requisito a se considerar aqui é para que tipo de vaga você está se candidatando.

Quanto melhor o seu inglês, mais chances você terá no mercado de trabalho. É claro que isso pode ser — e é — uma exceção para muitas pessoas, principalmente porque existem vagas tanto para brasileiros que possuem um inglês mais básico quanto para aquelas cujo inglês é um pouco mais avançado, mas, ainda assim, abaixo do nível exigido por muitas empresas.

Quais as oportunidades para inglês básico?

  • Floor Assistant (Floor Staff)
  • Barman (Bartender)
  • Cleaner (trabalhador de limpeza)
  • Dog Walker (passeador de cães)
  • Kitchen Porter (auxiliar de cozinha)

Cleaner (trabalhador de limpeza)

Como eu disse anteriormente, essa é uma profissão que oferece muitas oportunidades na Irlanda. Tanto oferta quanto procura é bem grande. Por isso, oportunidades não faltam para brasileiros na área. Muitas famílias contratam pessoas para realizar serviços de limpeza. Os estabelecimentos, como hotéis, também são lugares que contratam esse tipo de profissional.

Floor Assistant (Floor Staff)

Você sabia que existe um profissional que tem a função de organizar estabelecimentos? O floor assistant ou floor staff é uma pessoa que, entre um expediente e outro, é responsável por manter tudo nos trinques. É comum ver, por exemplo, pessoas retirando copos e garrafas nas mesas na balada, além de serviços do tipo.

Barman (Bartender)

Outra opção que muitos brasileiros podem concorrer a uma vaga é a de barman. Como a quantidade de pubs é grande no país, esses profissionais são constantemente contratados.

Além de estar empregada, a pessoa que desempenha a função de bartender na Irlanda tem a oportunidade de ter contato com diferentes culturas e pessoas para, de repente, treinar outras línguas além do inglês.

O ambiente também é um fator favorável. Afinal, nada como trabalhar em um lugar animado, no qual se toca música todos os dias. Obviamente, é preciso ter um certa habilidade no preparo de drinks e afins, mas nada que você não possa aprender.

Dog Walker (passeador de cães)

Você sabia que, no exterior, passear com cachorro é uma profissão? Pois é! O Dog Walker é a pessoa paga para passear com os cães de quem contrata o serviço.

Kitchen Porter (auxiliar de cozinha)

Na Irlanda, muitos são os estabelecimentos restaurantes que contratam pessoas para trabalharem auxiliando na cozinha, seja lavando pratos, seja dando aquela força na preparação de pratos, etc. Não é necessariamente um faz-tudo, mas certamente trabalha na parte de serviços gerais. Portanto, mais uma opção para você considerar.

Oportunidades para pessoas com inglês intermediário trabalhar na Irlanda legalmente

Irlanda tem vagas disponíveis para cuidadores. Foto: Ian Allenden | Dreamstime

Inglês intermediário também é sinônimo de oportunidades no mercado de trabalho da Irlanda. Vamos considerar algumas delas!

  • Au Pair (cuidador de criança)
  • Hostess (recepcionista)
  • Deli Assistant (Catering)
  • Warehouse Assistant (Gerente Assistente de Armazém)
  • Garçom (Waiter/Waitress)

Au Pair (cuidador de criança)

Essa é uma das profissionais mais conhecidas quando se fala em trabalhar no exterior. Como as casas de família estão sempre procurando profissionais para cuidar de crianças, muitos brasileiros se candidatam a vagas que vão permitir que eles optem por trabalhar fora. O trabalho envolve, entre outras coisas, ficar responsável por uma criança durante o dia e, portanto, a comunicação é essencial.

Hostess (recepcionista)

Já pensou em trabalhar recepcionando pessoas na porta do restaurante? Pois bem, o hostess é justamente esse tipo de profissional. Por isso, precisa saber se comunicar em inglês. Além disso, trabalhando com isso, você ficará responsável por organizar filas e informar os clientes quando a mesa estiver desocupada.

Deli Assistant (Catering)

Outra profissão que sempre contrata é a de deli assistant ou caterings. Aqui, o profissional geralmente trabalha em restaurantes ou conveniências, produzindo aqueles tipos de lanches mais rápidos. Você também fica responsável por dar aquela força no balcão e por informar a respeito de promoções, novas opções do cardápio, etc.

Warehouse Assistant (Gerente Assistente de Armazém)

Esse profissional, responsável por analisar e verificar mercadorias, representa mais uma opção no mercado de trabalho irlandês. O inglês aqui é necessário na medida que você, na posição de alguém que precisa garantir do produto, deve ter um certo domínio das informações que vão estar sempre vinculadas ao seu dia a dia na função.

Garçom (Waiter/Waitress)

Claro que a lista não deixaria de fora a profissão de garçom. Na Irlanda, essa é mais uma opção bastante popular para brasileiros. O que não falta é pub e lanchonetes contratando. Restaurantes e cafés também sempre oferecem vagas para estrangeiros.

À função, você está bastante familiarizado. Anotar pedidos, servir refeições… O inglês, nessas horas, é essencial para se ter clareza tanto na anotação do pedido quanto na hora de servir.

Oportunidades para pessoas com inglês fluente trabalhar na Irlanda legalmente?

Tecnologia da Informação (TI)

A área de TI representa as oportunidades mais claras e de maior quantidade também na Irlanda. Com o mercado em alta nessa área, as pessoas estão cada vez mais se inserindo nele. E a alta procura por mão de obra estrangeira é uma notícia agradável para muitos brasileiros que desejam trabalhar fora do Brasil.

Aqui, a exigência do inglês é, sem dúvida, alta. Além de ser bem remuneradas, as vagas
representam uma grande oportunidade profissional, principalmente pelo fato de a Irlanda ser cada vez mais a referência no cenário de tecnologia e empreendedorismo, conforme citado anteriormente.

Como trabalhar na Irlanda legalmente?

Funções como engenheiro estão nas áreas com demanda para trabalhar legalmente na Irlanda. Foto: Pxhere

Assim como em outros países europeus, para conseguir emprego na Irlanda, o brasileiro depende de alguns aspectos básicos. O primeiro, sem dúvida, é saber que tipo de trabalho você procura. Portanto, o importante é procurar em várias plataformas e sites para aproveitar cada oportunidade.

Além disso, o inglês é um fator fundamental. Como eu ainda vou destacar neste artigo, há várias possibilidades de empregos para diferentes níveis de proficiência na língua.

Currículo em inglês: dicas de como estruturar seu documento

O currículo é outro fator fundamental. Portanto, confira o artigo em que eu explico como criar um artigo em inglês para você ter reais condições de disputar uma vaga de emprego na Irlanda e ter muitas chances de ser contratado.

Média salarial

A Irlanda tem se tornado cada vez mais uma referência no mercado de trabalho para brasileiros não somente pelas oportunidades que oferece, mas, ainda, pelo que paga aos seus trabalhadores. É lá que você encontra uma das médias salariais mais interessantes de toda a Europa.

Em relação aos valores…?

Bem, primeiramente, você precisa entender que, diferentemente do Brasil, o salário mínimo na Irlanda é pago por hora trabalhada. Em 2021, o valor é de 10,20/hora (0,10 centavos a mais que em 2020), e em 2022 será de € 10,50/hora, o que configura a Irlanda como um dos países com salários mais interessantes da Europa, melhor que Alemanha (9,50€/hora) e Reino Unido (9,87€/hora), por exemplo.

O site Numbeo aponta que hoje a média salarial irlandesa é de 2.565,35 €. Estudantes brasileiros podem trabalhar por até 20 horas semanais na Irlanda. De acordo com o site Rodamundo, eles conseguem ganhar, em média, 9,80€/h.

Onde procurar emprego na Irlanda: melhores site de buscas

Uma das partes essenciais de se encontrar um emprego na Irlanda é o recrutamento. Portanto, não deixe de ampliar as suas buscas nos principais sites e plataformas disponíveis. Confira alguns dos destaques para concentrar as suas buscas.

  • Jobs.ie;
  • JobsIreland;
  • Indeed;
  • IrishJobs;
  • Monster.ie;
  • Neuvoo;
  • Recruit Ireland.

Conheça mais sobre os sites de busca de emprego na Irlanda, clique aqui.

Próximo passo para trabalhar na Irlanda legalmente

Agora, você já aprendeu um pouco mais sobre como trabalhar na Irlanda legalmente. E se seu sonho é fazer intercâmbio, assim que escolher o destino, não espere para dar o segundo passo: solicite um orçamento completo de um intercâmbio de estudo e trabalho aqui no E-Dublin e comece a planejar a sua viagem!

O E-Dublin pode ser o caminho de entrada para aquela tão sonhada vaga de emprego fora do país. O curso “Do Zero ao Emprego no Exterior” oferece mais de 30 horas de conteúdo com diversos profissionais de diferentes áreas.

Veja também

Como é o Regime Trabalhista na Irlanda?

Wéverton Rodrigues,

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar