Coronavírus na Irlanda: recorde no número de testes PCR em 24 horas

Coronavírus na Irlanda: recorde no número de testes PCR em 24 horas

Rubinho Vitti

6 dias atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A Irlanda registrou um recorde no número de testes de Covid-19 feitos em 24 horas no sistema de saúde do país. Foram 26 mil agendamentos para PCR em todo o país na segunda-feira, 22 de novembro. O sistema de testes de coronavírus na Irlanda foi feito para o máximo de 15 mil testes por dia em toda a República.

Nas últimas semanas, não foram menos de 20 mil por dia.Por isso mesmo, o HSE (Health Service Executive), serviço de saúde pública da Irlanda, está sendo cobrado para a abertura de mais centros, já que os clínicos gerais têm precisado agendar mais e mais testes devido a demanda e o aumento no número de casos de coronavírus na Irlanda.

Sem vagas para testes, as pessoas podem não ter tempo hábil para saber se estão infectadas.

Segundo informou a RTÉ, o HSE está recrutando pessoal adicional para os centros de teste e trabalhando para colocar recursos externos adicionais para aumentar a capacidade.

Recorde de internados em UTIs com coronavírus na Irlanda

Os casos de coronavírus na Irlanda ultrapassaram os 500 mil desde o início da pandemia. Foto: Prasesh Shiwakoti (Lomash) / Unsplash

Os casos de coronavírus na Irlanda seguem batendo números altos neste segundo semestre do ano. Atualmente, segundo dados de terça-feira, 23 de novembro, são 130 pessoas em UTIs tratando de complicações por conta do coronavírus na Irlanda. Número maior que este foi registrado apenas em 28 de fevereiro, quando a terceira onda da contaminação atingia o país.

Ao todo, são 638 pessoas internadas em tratamento em hospitais, maior número desde 24 de fevereiro deste ano.

O número de casos de coronavírus na Irlanda ultrapassou os 500 mil, chegando a 538.255 contaminações desde o início da pandemia da Covid-19 no país. Foram 3.666 novos casos da doença registrados nas últimas 24 horas.

O último recorde do segundo semestre, no entanto, aconteceu no dia 19 de novembro, com o registro de 5.959 novos casos em 24 horas, número próximo desse só visto na primeira quinzena de janeiro, quando uma forte onda da doença atingia o país.

Mesmo com um número alto de novos casos de coronavírus na Irlanda, o governo irlandês não pensa em aplicar um novo lockdown com restrições severas para a população, mesmo aos não-vacinados.

Casos de mortes por coronavírus na Irlanda

A contagem de mortos tem sido divulgada oficialmente a cada semana, sendo 43 nos últimos sete dias. O time de saúde pública do governo irlandês tem pedido à população para voltar a usar o básico das medidas sanitárias como lavar as mãos, usar máscaras faciais e evitar multidões para prevenir o crescimento das infecções do coronavírus na Irlanda.

O chefe médico do Departamento de Saúde da Irlanda, Dr Tony Holohan, disse que as pequenas mudanças de comportamento das pessoas, com um pouco de precaução e auxílio do andamento da vacinação no país, podem auxiliar no combate à doença.

  • 22 de novembro: total de 5.609 mortoss
  • 15 de novembro: total de 5.566 mortos
  • 03 de novembro: total de 5.492 mortos
  • 27 de outubro: total de 5.436 mortos
  • 22 de outubro: total de 5.369 mortos
  • 14 de outubro: total de 5.306 mortos
  • 7 de outubro: total de 5.280 mortos
  • 3 de outubro: total de 5.249 mortos
  • 26 de setembro: total de 5.209 mortos
  • 19 de setembro: total de 5.179 mortos
  • 13 de setembro: total de 5.155  mortos
  • 7 de setembro: total de 5.112  mortos
  • 26 de agosto: total de 5,092 mortos
  • 20 de agosto: total de 5.074 mortos
  • 13 de agosto: total de 5.059 mortos
  • 3 de agosto: total de 5.035 mortos
  • 27 de julho: total de 5.026 mortos
  • 20 de julho: total de 5.018 mortos

Em janeiro, o número de mortes em um só dia chegou a 93 (19/01).

Isso mostra que a vacinação massiva da população irlandesa tem funcionado — são mais de 90 % dos adultos imunizados o que coloca a Irlanda nas primeiras colocações no ranking de vacinação da UE.

Leia também: Viajar para a Irlanda: saiba o que mudou em 19 de julho

Recorde de internações em UTIs na Irlanda

Os dados recentes sobre o coronavírus na Irlanda mostram aumento expressivo no número de pessoas internadas com a doença.

Compare a evolução dos dados semanais desde julho:

  • 22 de novembro: 130 pessoas internadas em UTIs / 638 em hospitais
  • 14 de novembro: 117 pessoas internadas em UTIs / 622 em hospitais
  • 05 de novembro: 76 pessoas internadas em UTIs / 464 em hospitais
  • 27 de outubro: 101 pessoas internadas em UTIS / 503 em hospitais
  • 22 de outubro: 90 pessoas internadas em UTIS / 470 em hospitais
  • 14 de outubro: 70 pessoas internadas em UTIS/ 415 em hospitais
  • 7 de outubro: 69 pessoas internadas em UTIS / 355 em hospitais
  • 01 de outubro: 59 pessoas internadas em UTIs / 308 em hospitais
  • 26 de setembro: 65 pessoas internadas em UTIs/ 296 em hosptais
  • 19 de setembro: 65 pessoas internadas em UTIs / 297 em hospitais
  • 12 de setembro: 59 pessoas internadas em UTIs/ 321 em hospitais
  • 5 de setembro: 59 pessoas internadas em UTIs/ 384 em hospitais
  • 2 de setembro: 59 pessoas internadas em UTIs / 353 em hospitais
  • 26 de agosto: 59 pessoas internadas em UTIs / 326 em hospitais
  • 20 de agosto: 52 pessoas internadas em UTIs/ 251 em hospitais
  • 13 de agosto: 43 pessoas internadas em UTIs / 221 em hospitais
  • 3 de agosto: 29 pessoas internadas em UTIs / 178 em hospitais
  • 1 de julho: 14 pessoas internadas em UTI / 44 em hospitais

Comparativamente com janeiro — quando os números de novos casos do coronavírus na Irlanda estavam na média de 2.000/dia e a vacinação ainda não estava avançando rapidamente — 199 pessoas estavam internadas em UTIs enquanto 2.020 pacientes permaneciam recebendo tratamento nas instituições de saúde do país, um cenário bem mais preocupante.

Todos esses números e os atuais podem ser encontrados nos gráficos publicados pelo governo irlandês.

Onde encontrar os centros de testagem gratuita para coronavírus na Irlanda

Centros de testagem para a Covid-19 estão espalhados pelo país. Foto: Mufid Majnun / Unsplash

Centros de testagem gratuita para coronavírus na Irlanda estão sendo abertos todas as semanas nos condados.

Chamados de “walk-in test centre”, eles tem como o objetivo encontrar casos assintomáticos do vírus na comunidade. Mas atenção, apenas pessoas que não estão sentindo sintomas da Covid-19 devem ir aos centros.

Não há necessidade de agendamento para fazer o teste. Qualquer um pode chegar até os locais e realizar o procedimento.

A localidade dos centros mudam a cada semana. Confira a lista atualizada aqui.

Atenção: é possível realizar apenas um teste por pessoa. Se você sentir os sintomas do doença, é preciso agendar o teste com um clínico geral (GP). O teste gratuito não é válido para comprovação em viagens.

Leia também: Vacina na Irlanda: tudo o que você precisa saber

Histórico do coronavírus na Irlanda

Primeiros casos do coronavírus na Irlanda foram registrados entre fevereiro e março. Foto: Free To Use Sounds/Unsplash

A notícia do primeiro caso de uma pessoa contaminada com a Covid-19 na Irlanda completou um ano. O caso foi notificado na manhã do dia 29 de fevereiro de 2020, no leste do país, um dia após a Irlanda do Norte confirmar uma infecção. Desde então, a ilha — assim como o resto do mundo — nunca mais foi a mesma e o restante dessa história ainda estamos vivendo.

O primeiro caso na Irlanda foi um homem que foi infectado após ter viajado para o norte da Itália, local muito afetado pela doença no início da pandemia, o que não foi uma surpresa para a Irlanda, que já estava preparada para atender o primeiro infectado.

Até aquele momento, haviam 83.000 casos da Covid-19 confirmados em mais de 50 países em todo o mundo, inclusive o Brasil, que também tinha apenas um caso confirmado até então. Hoje, um ano depois, são 114 milhões de casos e 2,5 milhões de mortes. Na Irlanda, em um ano, foram registradas 219.592 casos da doença e 4.319 mortes.

Após 29 de fevereiro, a doença foi se espalhando rapidamente e o país começou a tomar atitudes para contê-la, como o cancelamento do St. Patrick’s Festival.

Em 11 de março, a Irlanda estava com 43 casos confirmados e confirmava a primeira morte por Covid-19 no país. No mesmo dia, a OMS confirmou que o novo coronavírus se tornara uma pandemia.

No dia seguinte à morte, a Irlanda fechou as escolas e no dia 16 foram os pubs e casas de show e baladas que foram fechados.

Automaticamente, 140 mil pessoas ficaram sem emprego na Irlanda, mas o governo conseguiu, de forma rápida, criar um auxílio emergencial que abrangia, até mesmo, os estudantes que trabalhavam antes da pandemia.

Outras restrições começaram a aparecer na Irlanda até que o lockdown foi anunciado em 27 de março, quando pessoas deveriam ficar em casa, estando autorizadas a sair apenas para “um número limitado de razões”. Um ano depois, e o país está de volta ao nível mais restrito de lockdown.

Você pode acompanhar toda a linha do tempo da Covid-19 na Irlanda em nossa retrospectiva.

***

Foto: Fusion Medical Animation/Unsplash

Encontrou algum erro ou ainda tem alguma dúvida? Escreva para nós: [email protected]

Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar