Emprego no Canadá: saiba quais são as áreas em alta para estrangeiros

Emprego no Canadá: saiba quais são as áreas em alta para estrangeiros

Karina Moura

2 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Muitos brasileiros sonham em ter uma carreira sólida no exterior por meio de uma oportunidade de emprego no Canadá. Conhecido mundialmente por receber estrangeiros para estudo e trabalho, o país tem uma política que facilita todo o processo de migração.

No geral, as fronteiras sempre estão abertas para profissionais qualificados. Mas será que conseguir um emprego no Canadá é tão fácil quanto parece? Se você atua em uma das áreas consideradas em escassez no país, sua chance aumenta bastante!

Atualmente, o Canadá tem muitas oportunidades de empregos em áreas como enfermagem, engenharia, mecânica, administração, TI, entre outras. Tudo isso para preencher o déficit que a pandemia causou ao país.

Ao mesmo tempo, o governo canadense quer estimular o crescimento da população — principalmente os jovens —, e quer desenvolver a indústria e a inovação do país. A expectativa é receber mais de 1,2 milhão de novos residentes até 2023. Ficou interessado?

Então, para esclarecer todas as dúvidas, trouxemos uma lista com as melhores áreas para emprego no Canadá e mais algumas dicas importantes para você se preparar.

Veja a seguir!

Leia também: Intercâmbio no Canadá: guia completo de planejamento (2022)

Quais setores oferecem mais empregos no Canadá para imigrantes?

São várias áreas e profissões que podem lhe dar um emprego no Canadá. Foto: Jessica Lam / Unsplash

Além da qualidade de vida, saúde, segurança e paisagens naturais deslumbrantes, o Canadá oferece muitas oportunidades de emprego aos estrangeiros. Porém, o país tem preferência por mão de obra qualificada e oportunidades para profissionais que já dominam o inglês ou o francês.

Importante lembrar que cada província do Canadá tem demandas diferentes de profissionais e, por esse motivo, antes de começar a procurar as oportunidades, é bom dar aquela pesquisada no site de cada região, para verificar quais áreas oferecem empregos por lá.

No geral, existem algumas áreas com maior demanda de emprego no Canadá:

  • Administração;
  • Engenharia;
  • Saúde;
  • Tecnologia da Informação;
  • Hotelaria e serviços.

As oportunidades de emprego são desde um motorista até cientistas de dados e estatísticos. Para você ter uma ideia, só em setembro de 2019, os setores de saúde, tecnologia e serviço social geraram cerca de 30 mil novos empregos.

Como conseguir um emprego no Canadá?

Um dos principais passos para encontrar um emprego no Canadá é acessando plataformas de trabalho. Foto: ThisisEngineering RAEng / Unsplash

Agora que você já sabe as áreas com maior demanda, vamos falar sobre como conseguir um emprego no Canadá. Para facilitar a vida dos candidatos e as buscas, o próprio governo canadense tem um site específico no qual é possível encontrar oportunidades de emprego no governo federal e com empregadores de todo o país.

Na página, existe um banco de empregos e uma ferramenta chamada Job Alerts, um serviço de e-mail gratuito que notifica você quando há novas postagens de emprego. Incrível, não?

Além dos sites oficiais do governo, existem outros sites que podem ajudar nas buscas de emprego no Canadá:

Como posso trabalhar no Canadá?

Governo tem dois programas distintos para estrangeiros que querem conseguir um emprego no Canadá. Photo by Marc-Olivier Jodoin on Unsplash

Basicamente, você pode receber um convite de trabalho (LMIA) ou imigrar como um profissional qualificado (Express Entry).

O Labour Market Impact Assessment (LMIA) é um programa destinado a empregadores canadenses que desejam contratar trabalhadores estrangeiros. Aqui, a empresa canadense faz uma oferta de trabalho e você ganha o direito de viver um tempo no país.

O contratante precisa provar, também, para o governo que não existem trabalhadores canadenses ou residentes permanentes que possam ocupar aquela vaga destinada ao estrangeiro. Nesse caso, você ganha um visto de residência temporário e um open Employer-specific Work Permit, que é uma permissão específica de trabalho por contrato.

Já o Express Entry é um programa do governo canadense que escolhe pessoas qualificadas para morar no Canadá. O sistema tornou grande parte dos processos de admissão menos burocrática, com a finalidade de preencher os postos de trabalho existentes nas empresas canadenses. Para participar do processo, você precisa ser elegível ao programa e seguir alguns passos para garantir sua vaga.

Se quiser saber mais como é trabalhar no Canadá, recomendamos que veja este artigo.

Emprego no Canadá em alta (2022)

De acordo com a Randstad, uma empresa de Recursos Humanos do país, existem 15 profissões em alta no Canadá:

  • Administrative assistant (assistente administrativo)
  • Customer Service Representative (representante de atendimento ao cliente)
  • Sales Associate (vendedor)
  • Driver (motorista)
  • Accounts Payable & Receivable Clerk (contas a pagar e funcionário a receber)
  • Registered Nurse (enfermeiro)
  • Project Manager (gerente de projeto)
  • General Labourer (trabalhador geral)
  • Welder (soldador)
  • Electrical Engineer (engenheiro elétrico)
  • Software Developer (desenvolvedor de Software)
  • Merchandiser (comerciante)
  • Accountant (contador)
  • HR Manager (gerente de recursos humanos)
  • Financial Advisor (consultor financeiro)

É possível conseguir um emprego no Canadá durante o intercâmbio?

Muitos programas de intercâmbio não permitem que o imigrante tenha um emprego no Canadá. Foto: Priscilla Du Preez / Unsplash

Depende! Você só pode trabalhar e estudar no Canadá se fizer um curso profissionalizante ou de ensino superior. Os intercambistas que optam pelos cursos de idiomas (inglês e francês) não podem trabalhar enquanto estudam.

Segundo o site do governo canadense, têm permissão de trabalho estudantes internacionais matriculados em cursos de nível profissionalizante autorizados a realizar atividades dentro ou fora do campus universitário.

Além disso, para trabalhar fora do campus, o estudante precisa, também, cumprir todos os requerimentos listados no site do governo e ficar atento ao número de horas que ele pode trabalhar por semana.

Geralmente, os empregos que os estudantes internacionais conseguem no Canadá são na área de serviços, atendimento ao público e hotelaria. A maioria das vagas são de garçom, ajudante na cozinha, vendedor em loja, caixa em loja ou restaurante, barista em cafeteria, arrumação em hotel, entre outros.

Co-op e Post Graduation Work Permit (PGWP)

Essas são as duas modalidades disponíveis de intercâmbio no Canadá com trabalho. Os pré-requisitos básicos mais comuns são:

  • proficiência do idioma intermediário a avançado, que deve ser comprovado pelos certificados TOEFL ou IELTS (inglês) e o TEF (para francês);
  • comprovação de ensino médio completo, e em alguns casos, são exigidos diploma e histórico de nível superior;
  • visto de estudante;
  • seguro-saúde, que deve ser garantido antes do embarque, porque estudantes estrangeiros não têm direito ao atendimento médico gratuito;
  • permissão de estudo, que é um documento emitido pelas autoridades canadenses autorizando o ingresso no programa de ensino no país.

Neste artigo, você encontra todas as informações sobre estudo e trabalho no Canadá.

Por onde começar a me planejar para meu intercâmbio no Canadá?

Planeje-se para fazer intercâmbio no Canadá e, de quebra, conseguir um emprego. Foto: Guillaume Jaillet / Unsplash

Neste artigo, explicamos para você quais áreas de emprego estão em alta no Canadá para os estrangeiros.

Agora, se esse realmente for o destino do seu intercâmbio, o E-Dublin tira todas as suas dúvidas neste guia completo.

E se precisar de ajuda para fechar o seu programa, você pode entrar em contato com agências parceiras por meio da ferramenta Orçamento Fácil.

Basta preencher o formulário que, em pouco tempo, você começará a receber o contato direto de empresas que vão auxiliar nas buscas, com os melhores preços e oportunidades para o seu intercâmbio.

Foto de capa: Scott Webb / Unsplash

 

Karina Moura, Formada em Jornalismo e Relações Internacionais. Produtora de conteúdo digital e consultora de comunicação e marketing, atuou por muito tempo em projetos B2B, com atendimento e relacionamento ao cliente. Apaixonada por pessoas e causas que promovam a troca de experiências entre elas, hoje se prepara para o seu primeiro intercâmbio em Dublin, na Irlanda.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar