Lockdown na Irlanda: governo impõe restrições extras nesta semana

Lockdown na Irlanda: governo impõe restrições extras nesta semana

Rubinho Vitti

2 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O governo irlandês decidiu impor algumas restrições extras do lockdown na Irlanda para tentar controlar o crescimento no número de novos casos da Covid-19 no país.

Entre as decisões está a redução no horário de funcionamento de casas noturnas, pubs, restaurantes e outros estabelecimentos de entretenimento. Eles devem permanecer abertos no máximo até meia-noite a partir de quinta-feira, 18 de novembro.

O governo também decidiu incentivar o trabalho remoto, mesmo que os escritórios já tenham voltado a funcionar normalmente. Quem puder trabalhar de casa deve fazê-lo, ao menos que seja extremamente necessário ir ao local de trabalho.

“O conselho agora é que todos devem trabalhar em casa, a menos que seja absolutamente necessário que eles compareçam pessoalmente”, disse Martin.

Certificados da Covid-19 (baseado em vacinação ou imunização da doença) continuarão sendo exigidos na entrada de estabelecimentos assim como também, agora, em cinemas e teatros. Existia ainda a ideia de exigir o documento em cabeleireiros, mas foi descartado.

Pessoas que tiveram contato com alguém contaminado deverão fazer auto-quarentena por cinco dias e fazer três testes antígenos para certificar a negatividade da contaminação.

O governo também mostrou uma preocupação em relação à vacinação da população para evitar contaminações. Há ainda a intenção de aumentar, gradativamente, a dose extra da vacina na Irlanda, começando, agora, com a disponibilidade para pessoas a partir dos 50 anos. Leia mais aqui!

Por fim, o governo segue pedindo para que as pessoas usem máscara, mantenha distância e evitem o contágio o máximo possível.

Veja discurso completo do primeiro-ministro irlandês, Michaél Martin:

Governo descarta restrições especiais a não-vacinados

Primeiro-ministro irlandês descartou um novo lockdown na Irlanda. Foto: Divulgação

O governo irlandês descartou promover um lockdown na Irlanda para pessoas que não estão vacinadas.

Tal medida tem sido adotada por países europeus como Áustria, como forma de conter uma quarta onda de contaminações que tem se intensificado no continente, e não está descartada no Reino Unido.

O número total desde o início da pandemia já ultrapassa os 500 mil. O número de internados em hospitais tratando da Covid-19 na Irlanda é o maior desde fevereiro.

Países europeus voltam ao lockdown

A Áustria iniciou um novo lockdown para pessoas não-vacinadas por conta da quarta onda da Covid-19 no país. O governo decidiu que pessoas que não foram imunizadas só vão poder sair de casa para trabalhar ou comprar itens essenciais. O país é um dos que possuem menor taxa de vacinação do bloco europeu.

No Reino Unido, o primeiro-ministro Boris Johnson deixou claro que pode haver um novo lockdown durante o inverno no país, avisando as pessoas que elas devem tomar a vacina e as doses de reforço para evitar restrições sociais.

A Alemanha reintroduziu testes gratuitos de Covid-19 e medidas como uso de máscara e distanciamento social devem continuar pelo menos até março.

A Holanda impôs lockdown parcial de três semanas em restaurantes, cafés, locais de esporte, entre outros.

Latvia, que é um dos países menos vacinados da Europa, impôs um bloqueio mais severo desde o meio de outubro. Parlamentares que se recusarem a se vacinar não poderão votar nas decisões do Legislativo.

Lockdown na Irlanda: governo exige ingressos antecipados para acesso a baladas

Após flexibilizar praticamente todas as regras do lockdown na Irlanda, novas atualizações do governo sobre medidas de proteção e cuidados foram divulgadas. O foco são as pessoas que frequentam eventos, casas noturnas, pubs e outros estabelecimentos ligados ao entretenimento.

Entre as novidades está a exigência da compra antecipada de ingressos para clubes, boates e espaços com música ao vivo. A ideia é facilitar o controle de acesso das pessoas e o rastreamento em caso de surtos de Covi-19 no ambiente.

Há ainda a necessidade de comprovação de vacinação ou recuperação da Covid-19, entre outros pontos.

Lembrando que no dia 22 de outubro houve a reabertura dos espaços, com uma grande flexibilização (quase total) do lockdown na Irlanda.

Naquele dia, porém, regras como a obrigatoriedade de ingressos antecipados ainda não haviam sido divulgadas, ocorrendo aglomerações em filas para a entrada nas casas noturnas.

É possível conferir as regras de todos os tipos de estabelecimento de turismo, hospitalidade e entretenimento no site Fáilte Ireland.

Confira abaixo as principais regras para casas noturnas e de shows:

Ambientes fechados

  • Casas de shows – até 1.500 clientes em pé e sem restrições de capacidade para audiências totalmente sentadas
  • Casas noturnas – sem restrições de capacidade
  • Prova de imunidade – clientes precisam fornecer comprovação de vacina contra a Covid-19 ou recuperação da doença junto com um documento
  • Os eventos devem vender ingressos antecipadamente (eletrônicos) para facilitar o rastreamento dos contatos
  • Os espaços devem ser ampliados e o distanciamento social é encorajado, especialmente em áreas compartilhadas, assim como adequadamente ventilados
  • Serviço de balcão é permitido para alimentos e bebidas apenas para retirada e com sistema de fila eficaz. A aglomeração em balcões ou bares não é permitida nem o consumo de alimentos e bebidas no balcão
  • O uso de máscara facial é obrigatório para os trabalhadores em todos os momentos em ambientes fechados
  • O uso de máscara facial é obrigatório para os clientes em ambientes fechados, exceto quando consumir comida, bebida e dançar
  • Rastreamento de contato necessário para todos os indivíduos no local. Pode ser obtido
    por meio de bilhetagem digital
  • Desinfetante para as mãos e instalações para lavagem das mãos devem ser fornecidos
  • Horário de funcionamento volta a ser o normal (de acordo com a licença do estabelecimento)

Ambientes abertos

  • Não há capacidade máxima determinada
  • Distanciamento social maximizado, tanto quanto possível, especialmente em áreas compartilhadas
  • Não é exigida prova de imunidade (vacina ou recuperação) para o ingresso
  • Uso de máscara necessária para trabalhadores onde o distanciamento de dois metros não pode ser mantido
  • Máscaras não são obrigatórias para os clientes, mas encorajadas em áreas congestionadas, como em filas, por exemplo
  • Desinfetante para as mãos e instalações para lavagem das mãos devem ser fornecidos
  • Horário de funcionamento volta a ser o normal (de acordo com a licença do estabelecimento ou evento)

Lockdown na Irlanda: o que mudou em 22 de outubro?

Casas noturnas reabriram no dia 22 de outubro, após flexibilização do lockdown na Irlanda. Foto: Long Truong / Unsplash

O governo irlandês decidiu manter a próxima fase de reabertura do lockdown na Irlanda para a sexta-feira, 22 de outubro, mas com restrições extras ao que estava programado desde o dia 31 de agosto.

Conforme o edublin publicou, havia uma preocupação do governo irlandês em relação à próxima fase de flexibilização do lockdown na Irlanda devido ao aumento no número de novos casos da Covid-19 no país.

Na terça-feira, 19 de outubro, porém, o governo anunciou as medidas flexibilizadas no dia 22.

A ideia inicial do governo irlandês era que houvesse uma reabertura total do país, liberando a população da necessidade de comprovação de vacina para ambientes internos, do uso de máscaras (mantendo apenas no transporte público, hospitais e lojas) e do distanciamento social.

Mas, segundo o documento publicado pelo governo, os setores de hospitalidade, entretenimento e da vida noturna “podem ser reabertos apenas com a gama completa de medidas de proteção em vigor e a implementação ampla e robusta do Certificado Digital Covid da UE”, conforme já citamos acima.

“Isso nos permitirá avançar cuidadosamente com o plano da Irlanda para a próxima fase de nossa resposta à pandemia Covid-19”, diz o texto.

Outro documento também foi divulgado configurando todas as ações necessárias para reabertura de casas noturnas e estabelecimentos que possuem música ao vivo, além de pubs e outros locais do setor de hospitalidade.

Medidas gerais de proteção em casas noturnas, casas de shows, pubs e outros locais:

  • apresentação do EU Covid Certificate (certificado de vacina ou recuperação) para locais com ambientes internos (restaurantes, pubs, etc) e eventos internos
  • distanciamento social continua necessário em ambientes internos
  • uso máscaras continua necessário em ambientes internos (podem ser removidas para consumo de alimentos ou bebidas conforme apropriado)
  • serviço de mesa apenas em ambientes de hospitalidade (máximo de 10 adultos por mesa e máximo de 15 incluindo crianças)
  • necessária coleta de dados de rastreamento de contato
  • para música ao vivo em ambientes fechados, teatro, entretenimento ao vivo e eventos esportivos, o público deve estar totalmente sentado (é permitido ficar de pé em seu assento)
  • casas noturnas terão orientações setoriais específicas como apresentação de certificado de vacinação ou recuperação, coleta de dados de rastreamento de contato e uso de máscaras faciais, exceto ao comer, beber e dançar
  • certificado de vacinação ou recuperação e limites fixos de capacidade não se aplicam a eventos ao ar livre, mas setores devem garantir que medidas de proteção adequadas estejam em vigor
  • organizadores de atividades internas e externas em grupo devem garantir a adoção de medidas de proteção adequadas
  • eventos onde grupos internos têm uma mistura de pessoas vacinadas e não vacinadas, elas devem estar reunidas no máximo em grupos de 6 pessoas. Os limites de capacidade fixos não se aplicam a essas atividades de grupo internas e externas
  • serviços religiosos e casamentos podem prosseguir sem limites de capacidade, mas com todas as outras medidas de proteção permanecendo em vigor
  • o retorno aos locais de trabalho continuará de forma gradual e cautelosa para requisitos específicos de negócios
  • grupo de especialistas em teste rápido (antígeno) deve fornecer uma visão sobre a utilidade potencial do autoteste voluntário por indivíduos assintomáticos que planejam se envolver em comportamentos e atividades de alto risco, como ir a boates

É possível conferir todas as regras aqui.

Regras de viagens

Irlanda começou a receber turistas desde 19 de julho com regras específicas. Foto de capa: Anete Lūsiņa / Unsplash

Novas regras de viagem foram divulgadas, simplificando a chegada de passageiros na Irlanda. Essa é a maior flexibilização de viagens desde o início do lockdown na Irlanda.

Confira:

  • viajantes que provem vacinação (com vacinas aprovadas no país), recuperação da Covid-19 (em até seis meses) ou menores de 12 anos estão isentos de apresentar teste PCR
  • companhias aéreas precisam checar o resultado de teste PCR válido a não-isentos e recusar o embarque aos passageiros que não tem documentação aceitável para continuar a viagem
  • os não-isentos que não tiverem um teste de PCR na chegada à Irlanda serão obrigados a fazer um teste dentro de 36 horas da chegada e apresentar evidências para An Garda Síochána
  • é obrigatório preencher o ePLF (formulário de localização de passageiros) para viajar para a Irlanda
  • o sistema obrigatório de quarentena do hotel não é mais considerado necessário
  • autoquarentena obrigatória será extinta

Leia artigo completo sobre essas mudanças.

Irlanda aprova Coronavac como vacina válida para entrar no país

Coronavac foi aprovada como vacina válida para entrar na Irlanda. Foto: National Cancer Institute/Unsplash

A Irlanda aprovou a vacina Coronavac como válida para entrar no país, liberando a necessidade de testes. Além dela, no momento, o governo aceita a Sinopharm BIBP, Jannsen, Pfizer, Moderna e AstraZeneca.

Leia mais aqui.

E a quarentena em hotéis na Irlanda?

Irlanda suspendeu a quarentena obrigatória em hotéis. Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A quarentena obrigatória em hotéis na Irlanda, medida restritiva que ainda estava em vigor para quem chegasse ao país sem estar vacinado ou recuperado da Covid-19, acabou no sábado, 25 de setembro.

Conheça todos os pontos do plano de reabertura da Irlanda

Para você que gosta de uma boa balada, se prepare pois tem para todos os gostos.© Jorge Moya Olcina | Dreamstime.com

Governo deve lançou plano para flexibilização total do lockdown na Irlanda. Foto: Jorge Moya Olcina | Dreamstime.com

O aguardado plano de reabertura total da Irlanda, anunciado em 31 de agosto pelo primeiro-ministro irlandês (Taoiseach), Micheál Martin, já começou a ser posto em prática.

As fases de flexibilização do lockdown na Irlanda começaram em 1 de setembro. Conheça cada uma delas:

1 de setembro

  • Transporte público voltou a 100% da capacidade

6 de setembro

  • Eventos internos – podem ocorrer com 60% da capacidade do local, onde todos os clientes estão imunes (totalmente vacinados ou recuperados de COVID-19 nos 6 meses anteriores) ou menores acompanhados. Eventos internos e reuniões de massa incluem conferências, feiras e exposições comerciais e eventos de negócios de grande escala envolvendo públicos externos e locais de bingo.
  • Apresentações artísticas e jogos esportivos – música ao vivo em ambientes fechados, peças de teatro e performances, entretenimento ao vivo e eventos esportivos, o público deve estar totalmente sentado. A flexibilização das restrições de limite de capacidade não se aplica a grandes eventos sociais organizados de forma privada.
  • Música ao vivo – apresentações podem acontecer levando em consideração os fatores de proteção apropriados.
  • Cinemas e teatros –  limites de capacidade de 60% da capacidade do local onde todos os clientes são imunes (totalmente vacinados ou recuperados do COVID-19 nos 6 meses anteriores), ou menores acompanhados. Locais onde clientes têm status de imunidade mista, não haverá alteração nos limites atuais (50 clientes) durante o mês de setembro.
  • Casamentos – não haverá alteração dos limites atuais (100 convidados) durante o mês de setembro. Música ao vivo em casamentos será permitida.
  • Eventos ao ar livre organizados e reuniões de massa – podem ocorrer com 75% da capacidade do local, onde todos os clientes estão imunes (totalmente vacinados ou recuperados) ou menores acompanhados. Quando o público é de imunidade mista, o limite de capacidade será de 50%, sujeito a medidas de proteção adequadas, incluindo distanciamento social entre grupos e máscaras faciais.
  • Cerimônias religiosas – prosseguem com 50% da capacidade do local, independentemente do status de imunidade dos participantes.
  • Passeios de ônibus – atividade do tour de ônibus pode recomeçar com 50% da capacidade com medidas de proteção.

20 de setembro

  • Atividades de grupo internas organizadas – em ambientes fechados (esportes, artes, cultura, aulas de dança) podem ocorrer com limites de capacidade de 100 pessoas (com medidas de proteção adequadas), onde todos os clientes estão imunes ou menores acompanhados . Locais onde usuários tiverem status de imunidade mista, grupos de até 6 participantes serão permitidos.
  • Atividades de grupo organizadas ao ar livre – não terão mais restrições.
  • Voltar aos locais de trabalho – frequência no trabalho para requisitos específicos de negócios pode começar em uma base de frequência em fases e escalonada a partir de 20 de setembro.

Leia na íntegra o pronunciamento do primeiro-ministro irlandês e todo o plano publicado pelo governo — COVID-19: Reframing the Challenge, Continuing Our Recovery and Reconnecting.

 

Você pode assistir o anúncio do primeiro-ministro abaixo:

Reabertura total das escolas de inglês na Irlanda

Escolas de inglês já estão matriculando alunos estrangeiros na Irlanda. Foto: Priscilla Du Preez / Unsplash

A notícia mais aguardada por brasileiros que querem fazer intercâmbio na Irlanda chegou. A partir de segunda-feira, 20 de setembro, escolas de inglês do país poderão aceitar novos alunos estrangeiros.

Isso acontece depois de mais de um ano e meio de interrupção na autorização da entrada de estudantes de inglês estrangeiros no país.

O escritório de imigração irlandês, que até então estava emitindo vistos apenas para estudantes estrangeiros universitários, agora poderá novamente emitir o “Stamp 2” (visto de estudante) àqueles que fecharem programas de intercâmbio para estudo de inglês de longa duração – como o programa de oito meses de permanência no país com possibilidade de trabalho.

Apesar da possibilidade de volta dos estudantes às escolas de inglês na Irlanda, ainda é preciso seguir todas as regras de viagem para entrar no país.

Posso entrar na Irlanda sem visto durante o lockdown na Irlanda?

Saiba como anda a situação do visto para brasileiros durante o lockdown na Irlanda. Foto: Garda National Immigration Bureau / GNIB / Irish Visa

As dúvidas sobre como está a situação dos vistos para brasileiros durante a pandemia da Covid-19 e o lockdown na Irlanda são muitas, já que o país tem alterado as regras frequentemente desde março de 2020.

A principal mudança para brasileiros ocorreu em 27 de janeiro de 2021, quando uma ação emergencial da Irlanda colocou países da América do Sul (inclusive o Brasil) e África do Sul na lista de nações em que seus cidadãos não poderiam entrar na Irlanda sem algum tipo de visto válido. Com isso, muitas regras haviam mudado, como a necessidade de aplicação para visto prévio.

Porém, em 15 de junho de 2021, a Irlanda retirou o Brasil e a maioria destes países desta lista.

Como surgiram muitas dúvidas a respeito deste assunto, reunimos as principais delas para esclarecemos a atual situação de vistos para brasileiros na Irlanda durante a pandemia do novo coronavírus.

Leia também: Coronavírus na Irlanda: saiba como está a situação no país

***

Foto de capa: Israel Andrade / Unsplash

Encontrou algum erro ou ainda tem alguma dúvida? Escreva para nós: [email protected]

Veja também

Calendário de eventos e festivais na Irlanda

Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar