Viajar para a Europa na pandemia da Covid-19: países que mantêm restrições

Viajar para a Europa na pandemia da Covid-19: países que mantêm restrições

Rubinho Vitti

1 mês atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Viajar para a Europa na pandemia da Covid-19 não é mais um problema. A grande maioria dos países europeus retirou toda e qualquer regra de viagem a passageiros que desembarcam em seus territórios.

Isso significa que quem viaja para Estados do Espaço Económico Europeu (EEE) — que reúne nações que integram a União Europeia e o Espaço Schengen — não precisa comprovar vacinação, recuperação ou apresentar nenhum teste para viajar.

No entanto, alguns poucos países ainda mantêm algumas restrições, principalmente para passageiros que chegam de locais fora do EEE.

Vamos falar um pouco mais de cada um deles. Mas antes, saiba quais são os países onde todas as regras de viagem foram descartadas.

Para viajar para a Europa na pandemia da Covid-19 é preciso atenção às regras do destino. Foto: Artur Tumasjan on Unsplash

Viajar para a Europa na pandemia da Covid-19: países sem restrições de viagem

  • Áustria
  • Bélgica
  • Bulgária
  • República Checa
  • Croácia
  • Chipre
  • Dinamarca
  • Estônia
  • Finlândia
  • Grécia
  • Alemanha
  • Hungria
  • Islândia
  • Irlanda
  • Itália
  • Letônia
  • Lituânia
  • Noruega
  • Polônia
  • Portugal
  • Romênia
  • Eslováquia
  • Eslovênia
  • Suécia
  • Suíça

Leia também: Uso de máscaras em aeroportos e voos deixará de ser obrigatório na UE

Quais são os países europeus que mantêm restrições de viagem

Viajar para a Europa durante a pandemia da Covid-19: França é um dos países que é preciso atenção nas regras antes de embarcar. Foto: Anthony Choren on Unsplash

Apesar dos 25 países acima listados não exigirem nenhum tipo de documentação referente à Covid-19 para passageiros entrarem em seus territórios, Estados fora desta lista ainda mantêm algumas regras.

  • São eles: Espanha, Holanda, Malta e França.

Ou seja, se você vai viajar para a Europa na pandemia da Covid-19 e pretende passar por esses locais, é bom prestar atenção. Mas não se preocupe! Basicamente, quem estiver com a vacinação em dia não vai passar por nenhum perrengue na hora de desembarcar.

França

As restrições da Covid-19 na França foram retiradas em 12 de fevereiro de 2022 para viajantes totalmente vacinados.

Para viajantes vacinados de acordo com os regulamentos europeus, não são necessários mais testes na partida. A comprovação de um calendário completo de vacinação torna-se suficiente para chegar à França, independentemente do país de origem.

Para os viajantes não vacinados, mantém-se a obrigação de apresentar um teste negativo para viajar para França. Mas isso vai depender do país de saída. Medidas como teste e isolamento não são necessárias quando o passageiro chega de países da lista “verde”, caracterizada por uma circulação moderada do vírus. No momento, o Brasil está nesta lista.

Quando os viajantes não vacinados vêm de um país da lista “laranja”, eles devem continuar apresentando uma razão convincente que justifique a necessidade de viajarem para a França e ainda podem ser submetidos a um teste aleatório na chegada.

Os viajantes que testarem positivo terão que se isolar.

Leia também: Viajar para a Irlanda na pandemia: regras atualizadas (2022)

Malta

Desde 6 de junho de 2022, pessoas com 12 anos ou mais podem viajar para Malta sem passar por quarentena, desde que forneçam um dos 3 documentos mencionados abaixo:

  • Certificado de Vacina,
  • Certificado de Recuperação ou
  • Certificado de Teste da Covid-19

As pessoas que não apresentarem um dos documentos acima mencionados deverão se submeter a um período de quarentena de 10 dias ou um período de sete dias de quarentena desde que no 7º dia a pessoa seja submetida a um teste oficial (realizado por um profissional de saúde) que resulte negativo.

Espanha

Viajar para a Europa durante a pandemia da Covid-19: Espanha mantém regras de desembarque. Foto: Florian Wehde on Unsplash

Não há restrições de viagem na Espanha para viajantes que chegam de Estados da UE ou do Espaço Schengen. Porém, passageiros que viajam de países fora do EEE, é necessário o cumprimento de certas exigências.

Porém, com a apresentação de um certificado de vacinação, recuperação ou um teste na chegada à Espanha, o passageiro pode entrar sem problemas.

Quem chega sem possuir algum destes três itens precisará preencher o Formulário de Controle Sanitário. As regras não valem para passageiros que estão apenas de passagem para outros países.

Países Baixos

Não há restrições relacionadas ao coronavírus para entrar na Holanda para viajantes que moram na EEE. A proibição de entrada na UE aplica-se a outros viajantes que vivem fora da UE/área Schengen, mas há algumas exceções.

Pessoas que chegam de um país considerado seguro (lista verde, Brasil não está nela), tem prova de vacinação ou prova de recuperação:

  • não precisam preencher uma declaração de saúde para entrar na Holanda
  • não precisam fazer teste
  • não precisam fazer auto-quarentena

Pronto, se você pretende viajar para a Europa na pandemia da Covid-19 — sim, a pandemia ainda não acabou — agora poderá fazer isso de forma mais tranquila.

O que significa esquema de vacinação completo

Quem vai viajar para a Europa durante a pandemia da Covid-19 pode precisar apresentar comprovante vacinal. Foto: Unsplash

Dependendo do país, para Viajar para a Europa na pandemia da Covid-19 é preciso estar vacinado. O esquema de vacinação é considerado completo de 14 a 28 dias após receber uma dose da vacina Janssen, e de sete a 14 dias após uma segunda dose de outras vacinas aprovadas pela Agência Europeia de Medicamentos e vacinas licenciadas pela OMS.

Para que o calendário de vacinação continue a ser reconhecido como completo, as pessoas com 18 anos ou mais devem ter recebido uma dose de reforço da vacina até nove meses após receberem a última vacina do primeiro ciclo. Ela passa a valer entre sete a 14 dias após a aplicação.

No caso de Malta, pessoas que receberam doses de vacinas não aprovadas na Europa, mas aprovadas pela OMS, devem apresentar teste PCR até 72 horas antes do desembarque.

Viajar para a Europa na pandemia da Covid-19: seguro é importante

Uma coisa importante antes de embarcar para seu destino é ter um seguro que te auxilie em caso de contaminação pela Covid-19. São várias companhias e planos que ofercem cobertura específica para a doença.

Ou seja, se você pretende viajar para a Europa na pandemia da Covid-19 é melhor ir preparado. Não é mesmo?

Foto de capa: Govind Krishnan on Unsplash

Veja também

Curiosidades sobre a Irlanda

Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar